Política

Professores mantêm acampamento e greve de fome no Palácio Iguaçu

De acordo com a APP Sindicato, entidade que representa os professores estaduais, 47 pessoas estão em greve de fome

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da APP-Sindicato
Professores mantêm acampamento e greve de fome no Palácio Iguaçu
(Foto: Divulgação)

20 de novembro de 2020 - 11:02 - Atualizado em 20 de novembro de 2020 - 11:03

Os professores da rede estadual de ensino entraram no segundo dia de greve de fome, em frente ao Palácio Iguaçu, sede do Governo do Paraná. Eles pedem a revogação do edital que trata do Processo Seletivo Simplificado (PSS) para a contratação de novos professores para o ano letivo de 2021.

De acordo com a APP Sindicato, entidade que representa os professores estaduais, 47 pessoas estão em greve de fome.

Nesta quinta-feira (19), representantes dos professores se reuniram com integrantes do Poder Executivo, mas nenhum acordo sobre o PSS foi feito.

O protesto começou na quarta-feira (18), quando os professores ocuparam o prédio administrativo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e passaram a noite no Plenarinho da Casa.

Em nota, o Governo do Paraná informou que as negociações foram retomadas com lideranças da APP Sindicato.

Segundo o sindicato, o Governo do Paraná assumiu o compromisso de fazer a complementação de salários de funcionários que recebem abaixo do mínimo regional.

No entanto, não houve avanço em relação ao Processo Seletivo Simplificado (PSS).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.