Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações do R7

30 de junho de 2020 - 15:42

Atualizado em 30 de junho de 2020 - 15:42

Política

Carlos Decotelli pede demissão e deixa o Ministério da Educação

Pedido foi aceito pelo presidente Jair Bolsonaro

Carlos Decotelli pede demissão e deixa o Ministério da Educação
(FOTO: REPRODUÇÃO/ FACEBOOK)

O professor Carlos Decotelli entregou nesta terça-feira (30) uma carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após ser nomeado no dia 25 de junho como Ministro da Educação.

A breve passagem de Decotelli pela pasta foi marcada por muitas desinformações e incoerências em relação ao currículo profissional. A posse que estava marcada para ontem (29), foi cancelada pouco antes.

Ministro da Educação deixa o cargo antes mesmo da posse

Mesmo após a posse ter sido suspensa, na noite desta segunda-feira (29), Decotelli conversou com a imprensa e esclareceu que continuava no cargo. Inclusive, no momento de despedida da coletiva, o ex-ministro pediu licença pois precisa trabalhar nas questões do Ministério da Educação.

Carlos Decotelli teve a nomeação publicada no Diário Oficial da União na última quinta-feira (25). Nesta terça-feira, cinco dias depois e antes mesmo da posse, o presidente Jair Bolsonaro aceitou o pedido de demissão.