Marcelo Campelo
Justiça

Por Marcelo Campelo

Política
Marcelo Campelo

Dia do Médico – Parabéns aos Heróis de Branco !

Neste singelo artigo parabenizamos os médicos com a exposição de seus direitos

Dia do Médico – Parabéns aos Heróis de Branco !

18 de outubro de 2020 - 14:02 - Atualizado em 18 de outubro de 2020 - 14:02

Resumo da matéria

  • Dia do Médico

Sou neto de médico, por isso tenho muito carinho pelos profissionais da medicina e, para comemorar o dia dedicado a homenageá-los, falarei um pouco sobre os direitos previstos no Código de Ética Médica. 

O Código de ètica Médica, foi publicado pelo Conselho federal de Medicina através da Resolução 2217/2018, com entrada em vigor em abril de 2019.

É direito do médico “Exercer a medicina sem ser discriminado por questões de religião, etnia, cor, sexo, orientação sexual, nacionalidade, idade, condição social, opinião política, deficiência ou de qualquer outra natureza.”

Bem como: “Recusar-se a exercer sua profissão em instituição pública ou privada onde as condições de trabalho não sejam dignas ou possam prejudicar a própria saúde ou a do paciente, bem como a dos demais profissionais. Nesse caso, comunicará com justificativa e maior brevidade sua decisão ao diretor técnico, ao Conselho Regional de Medicina de sua jurisdição e à Comissão de Ética da instituição, quando houver”

O que quero dizer é que o médicos têm sido grandes heróis neste momentos pelos quais passamos. O enfrentamento da pandemia sem as condições mínimas de cuidado para a própria saúde, agindo em favor da saúde pública, mesmo que podendo se recusar a atender, pois não são obrigados a colocar a própria vida e risco os fazem merecer os nossos aplausos e sinceros obrigado. 

A pandemia demonstrou o que todos já desconfiavam, a nossa estrutura de saúde é deficiente e nossos profissionais fazem milagres para tratar a população, mesmo com a existência de centros de excelência, que tratam a elite do país, não a massa populacional que depende do SUS e, neste momento, a principal vítima. 

Nos rincões do Brasil, onde sequer Uti´s tem, os médicos fazem acontecer com o mínimo à disposição para salvar a chamada medicina raiz, provavelmente a que meu avô exercia, pois hoje teria 105 anos, mas que salva as vidas dos nossos irmãos brasileiros, ainda hoje.

Assim, desejo a todos esse heróis de branco cada vez mais saúde e garra no exercício de tão nobre profissão, cujo fim principal é a vida.