Marc Sousa
Fala Marc!

Por Marc Sousa

Política
Marc Sousa

Sobe para 8 os vereadores que vão abrir mão do carro oficial

Tico Kuzma e Píer Petruzziello também devem negar o benefício

Sobe para 8 os vereadores que vão abrir mão do carro oficial

4 de janeiro de 2021 - 13:04 - Atualizado em 4 de janeiro de 2021 - 17:13

Mais dois vereadores decidiram não usar carros oficiais fornecidos pela Câmara de Curitiba. O presidente da casa, Tico Kuzma (PROS), e o líder do prefeito Rafael Greca (DEM), Píer Petruzziello (PTB) também devem negar o benefício.  Eles se somam aos outros seis que já anunciaram a mesma intenção.

Kuzma afirma que além do carro do próprio gabinete, também vai dispensar a locação dos veículos para toda a mesa executiva da Câmara. Cada um dos oito integrantes da direção da casa tinha direito a um carro extra, além dos de seus gabinetes, pela função exercida. Já Petruzziello, lembra que não usou o carro na legislatura passada, mas agora vai formalizar a decisão.

Cada um dos 38 parlamentares da Câmara de Curitiba tem direito a um Volkswagen Virtus 1.6, com direção elétrica, ar-condicionado, travas e vidros elétricos. Isso gera um custo de R$ 811.587,72 por ano aos cofres públicos. Além disso, eles podem gastar até 200 litros de combustível por mês, para se ter uma ideia,entre agosto de 2019 e outubro de 2020, último dado disponível no Portal da Transparência, o custo foi R$ 300.799,53. Para fechar, eles ainda possuem o beneficio de correspondência postal. Um contrato com os Correios permitem que eles enviem cartas pagas pelos contribuintes. Só esses três benefícios custam quase R$ 5 milhões durante os quatro anos de mandato.

Ainda faltam 30 vereadores seguirem o mesmo caminho.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.