Marc Sousa
Fala Marc!

Por Marc Sousa

Política
Marc Sousa

Privatizações do Paraná estão mantidas

Privatizações do Paraná estão mantidas

18 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 5 de junho de 2020 - 11:38

A Pandemia atrasou, mas não não mudou os planos do governador Ratinho Júnior em privatizar empresas públicas do Paraná. Copel Telecom, Compagás e Ferroeste continuam no radar do governo, que também terá que renovar as concessões de estradas no ano que vem. “A ideia é que logo que passar isso aí vamos retomar.”, revelou Ratinho em entrevista exclusiva ao portal RICMais.

 

A Copel Telecom, que tinha previsão de ser leiloada neste primeiro semestre de 2020, por causa da pandemia deve ser vendida só no fim do ano. O processo deverá acontecer na Bolsa de Valores de São Paulo. Os novos contratos de pedágio também deverão ser negociados na Bovespa. “A ideia é que a gente possa diminuir o preço de pedágio no Paraná e aumentar o volume de obras aqui no Estado.”, explicou.

 

Já os estudos de privatização da Compagás seguem mesmo durante a pandemia, e a empresa de gás natural pode ser desestatizada em 2021.

 

O processo mais complexo deve ser o da Ferroeste. Os estudos técnico-operacionais, econômico-financeiros e ambientais para a estruturação do projeto estão em curso. A ideia é ampliar a ferrovia, que deverá ganhar novo traçado ligando Mato Grosso do Sul ao Porto de Paranaguá. O governo ainda não sabe qual será o modelo ser concessão da estrada.

 

Veja a íntegra da entrevista.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.