Marc Sousa

Ex-procurador da Lava Jato convoca população para atos do dia 12

Para o ex-decano da força-tarefa da Lava Jato os atos de 7 de setembro foram “autoritários” e a manifestação pela democracia e contra corrupção será no próximo domingo

Marc
Marc Sousa / Colunista
Ex-procurador da Lava Jato convoca população para atos do dia 12
Carlos Fernando dos Santos Lima (Foto: Reprodução/redes sociais)

9 de setembro de 2021 - 09:42 - Atualizado em 9 de setembro de 2021 - 09:43

Carlos Fernandes dos Santos Lima, que foi um dos procuradores mais atuantes da Lava Jato, avalia que os atos convocados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) neste 7 de setembro não foram contra a corrupção e tão pouco a favor da democracia. “Foram manifestações autoritárias, que visam derrubar tudo aquilo que conquistamos com dificuldade no pós-ditadura“, afirma.

O ex-procurador da Lava Jato afirma que as verdadeiras manifestações pela democracia e contra a corrupção, serão aquelas convocadas para o próximo domingo, 12. “Não precisamos de menos democracia. Precisamos de mais combate a corrupção, mais transparência pública, e esta manifestação é apenas contra nossa Constituição”, diz.

“Precisamos preservar a Constituição, lutar para que ela seja realmente cumprida e isso acontecerá dia 12 de setembro”, reforçou Carlos Fernandes. Os atos, encampados pelos movimentos Brasil Livre (MBL) e Vem Pra Rua (VPR), tem como pauta o impeachment de Jair Bolsonaro e por condições mais dignas aos brasileiros.

“Vamos para a rua. Vamos dizer eles não! Porque, não precisamos nem da volta de um governo corrupto e nem a manutenção de uma família autoritária e corrupta no poder. Precisamos mudar e temos que nos manifestar, mas manifestar no momento e na forma correta, pela democracia e pelo combate a corrupção”, concluiu o ex-procurador.