Marc Sousa
Fala Marc!

Por Marc Sousa

Política
Marc Sousa

Advogado paranaense está na lista de prisões da operação que afastou governador do Rio

Roberto Bertholdo teve mandado de prisão temporária expedido pelo Superior Tribunal de Justiça. Ele é suspeito de atuar em contratos de emergência com indícios de irregularidades durante a pandemia no Rio de Janeiro.

Advogado paranaense está na lista de prisões da operação que afastou governador do Rio

28 de agosto de 2020 - 10:11 - Atualizado em 28 de agosto de 2020 - 18:39

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mandou prender o advogado paranaense Roberto Bertholdo. O mandado de prisão é temporário, de 5 dias. Bertholdo trabalha para o Instituto de Atenção Básica e Avançada em Saúde (Iabas), investigado por desviar dinheiro na construção de hospitais de campanha no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o jurista ajudou nas negociações obscuras entre o Iabas e o governo do Rio. A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão no escritório dele em Brasília.

A operação Operação Tris in Idem também afastou o governador do Rio Wilson Witzel e prendeu o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo. Segundo as investigações, o Iabas contratou duas empresas curitibanas para atuar no Rio, a Hera Serviços Médicos e a Hygea Gestão e Saúde. As duas companhias tem ente os sócios o médico paranaense Thiago Gayer Madureira. Bertholdo já foi investigado no caso Banestado e anda com desenvoltura entre a classe política.