Jornal da Manhã

Luciano Ducci sofreu desconto de R$ 30 mil em salário por faltar sessões

A Câmara deixou de pagar R$ 1.199.641,82 reais aos parlamentares pelas faltas

Mirian
Mirian Villa

12 de agosto de 2019 - 00:00 - Atualizado em 12 de agosto de 2019 - 00:00

Luciano Ducci faz parte da lista de Deputados Federais que tiveram parte do salário descontado por faltarem sessões do primeiro semestre de 2019. Um levantamento apontou que 51,2% dos parlamentares sofreram abatimento no salário.

Deputados sofrem desconto no salário após faltas em sessões

De acordo com o lei de acesso à informação, 271 dos 59 deputados sofreram desconto no salário pela ausência em sessões deliberativas -aquelas em que há votações. Somados os descontos, a Câmara deixou de pagar R$ 1.199.641,82 reais aos parlamentares pelas faltas.

Ao todo, foram realizadas 86 sessões deliberativas no primeiro semestre legislativo. A média foi de 14 sessões deliberativas por mês. A remuneração mensal bruta de um deputado é de R$ 33.763,00 reais. O cálculo é feito pela divisão de R$ 21.101,82 reais pelo número de sessões no mês.

Os cinco deputados que acumularam os maiores valores em desconto em salário no primeiro semestre legislativo foram: José Priante (MDB), Guilherme Mussi (PP), Marcelo Aro (PP), Laercio Oliveira (PP) e Luciano Ducci (PSB).

Os descontos no salário do deputado paranaense totalizaram R$ 30.732,98 reais. Ele sofreu abatimento nos meses de março, abril e maio. O maior valor alcançado foi em abril, quando o Ducci deixou de receber R$ 14.608,99 reais.

Em sua defesa, o deputado alegou que as falta aconteceram em decorrência de um problema de saúde que sofreu durante o Carnaval. Como foi um quadro de estresse, Ducci afirmou que preferiu permanecer afastado. Por ser médico, o parlamentar disse que não caberia de forma regular apresentar um atestado, por isso, acabou optando por esse desconto no salário.

O assunto foi destaque do RIC Mais Notícias de hoje. Confira!