Política

Greca presta contas na volta das sessões plenárias da Câmara de Vereadores de Curitiba

Em sessão na CMC, prefeito Rafael Greca cobrou suporte do governo federal à vacinação e prestou contas do mandato

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de José Lázaro Jr., da CMC
Greca presta contas na volta das sessões plenárias da Câmara de Vereadores de Curitiba
(Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

2 de agosto de 2021 - 19:12 - Atualizado em 2 de agosto de 2021 - 19:12

O Prefeito de Curitiba, Rafael Greca, participou da retomada das sessões plenárias da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) nesta segunda-feira (2), após o recesso parlamentar de julho, cobrou suporte do governo federal à vacinação e prestou contas do mandato aos vereadores.

Greca foi recepcionado pelo presidente do Legislativo, Tico Kuzma (Pros), que enalteceu a atuação dos vereadores, e pelo líder do Executivo, Pier Petruzziello (PTB), que destacou o combate à pandemia em Curitiba.

Na prestação de contas aos vereadores, Rafael Greca enumerou obras do último um ano e meio, após a sua reeleição à Prefeitura de Curitiba. Por exemplo, que “nosso programa de pavimentação asfáltica chegou, ao final do primeiro semestre [de 2021], a 1.034 ruas, 614 km, incluindo ruas de saibro que deixam de ser um lodaçal e inferno de poeira para moradores e transeuntes. Só em 2021 fizemos 87 ações em ruas de saibro, com transformação da pavimentação em 21 km”.

“Entreguei duas novas estações-tubo, na Linha Verde, que possibilitaram o funcionamento do Ligeirão Fagundes Varela-Terminal do Pinheirinho-Jardim Social. Estamos fazendo com a Linha Verde sirva, efetivamente, para o seu mais importante fim, que é melhorar o ir e vir das pessoas. Entregamos também o novo e belo Terminal do Tatuquara. A trincheira da Mário Tourinho, no cruzamento com a avenida Nossa Senhora da Luz, também foi finalizada, desembaraçando o trânsito num ponto por onde passam 2 mil veículos por dia e onze linhas de ônibus, que transportam 168 mil passageiros”, listou Greca.

Legado da gestão”

O destaque da apresentação foi o projeto do Bairro Novo da Caximba, que Rafael Greca voltou a chamar de “principal legado” da gestão dele no Executivo.

“Serão 47,6 milhões de euros – R$ 293 milhões no câmbio de hoje – já assegurados pela Agência Francesa de Desenvolvimento, com contrapartida do Município. É nossa ambição dar a nossa cidade um horizonte de sustentabilidade com energia fotovoltaica, para que somemos com as cidades mais importantes do mundo no Plano do Clima, que prevê, no horizonte de 2030, livrar o mundo desse flagelo”, disse Greca, pois na região será instalada uma usina de energia solar, sobre antigo aterro sanitário. A geração fotovoltaica na Caximba se somará a de outros parques já em funcionamento, chegando a produzir mais da metade da energia elétrica consumida nos equipamentos próprios da prefeitura.

“Vamos dar um futuro ao grande passado urbanístico de Curitiba”, disse o prefeito, acrescentando a isso mudanças no transporte público da cidade. “As 26 estações-tubo do BRT Norte-Sul, da Santa Cândida ao Pinheirinho, estarão finalizadas até o final do ano. O novo Inter 2 terá prismas solares, estações autossustentáveis para a integração de modais, com a capacidade de transporte aumentado de 155 mil pessoas por dia para 180 mil pessoas/dia”.

Obras concluídas

“Neste ano”, prosseguiu Rafael Greca, “concluímos também o Memorial Paranista, no Parque São Lourenço, com o glorioso Jardim de Esculturas de João Turin. A magnífica instalação conta com uma loja de economia criativa, deverá ter um restaurante e ponto de encontro na área do antigo ateliê de cerâmica e conta com uma fundição de bronze.”

“Neste primeiro semestre, instalamos wi-fi gratuito em 81 locais públicos. Já são 28 mil cadastrados em dois meses de operação. Teremos um total de 254 locais assim, espalhados pela cidade. Acabamos de apresentar os Faróis do Saber móveis, que circularão nos CMEIs de Curitiba, para que as possibilidades do ensino multipliquem. Há inovação na rede municipal de ensino. Nossos curitibinhas vão crescer familiarizados com a modernidade tecnológica”, prometeu Greca.