Eleições 2020

Treze candidatos são presos por crimes eleitorais, diz TSE

Sete candidatos foram presos por boca de urna, cinco por divulgação de propaganda e um por uso de alto-falantes e amplificadores

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com informações do R7
Treze candidatos são presos por crimes eleitorais, diz TSE
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

15 de novembro de 2020 - 13:29 - Atualizado em 15 de novembro de 2020 - 13:48

Segundo um balanço divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao meio-dia deste domingo (15), até o fim da manhã 13 candidatos foram presos por crimes eleitorais durante as eleições 2020

Sete candidatos foram presos por boca de urna, cinco por divulgação de propaganda e um por uso de alto-falantes e amplificadores. 

As prisões ocorreram em: 

  • quatro no Sergipe
  • seis em Minas Gerais
  • duas em Goiás
  • uma na Paraíba

Ocorrências com candidatos que não foram presos

Outras dez ocorrências envolvendo candidatos foram registradas, mas não resultaram em prisões. Quatro por boca de urna, uma por corrupção eleitoral e cinco por outros motivos. Os casos ocorreram em:

  • quatro em Minas Gerais
  • dois em São Paulo
  • dois em Goiás
  • um no Espírito Santo
  • um em Santa Catarina

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.