Eleições 2020

“Tudo diferente do Greca”, projeta Ney Leprevost sobre pré-candidatura à Prefeitura de Curitiba

Deputado Federal participou de uma entrevista na rádio Jovem Pan Curitiba e afirmou que fará “tudo diferente” em relação ao mandato do atual prefeito Rafael Greca

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
“Tudo diferente do Greca”, projeta Ney Leprevost sobre pré-candidatura à Prefeitura de Curitiba
(FOTO: RICMAIS)

4 de agosto de 2020 - 11:18 - Atualizado em 5 de agosto de 2020 - 08:10

O deputado federal Ney Leprevost (PSD), pré-candidato a Prefeitura de Curitiba, participou na manhã desta terça-feira (4) da série de entrevistas da rádio Jovem Pan Curitiba. O político, do Partido Social Democrático, desmentiu boatos sobre uma possível desistência da pré-candidatura, após a chegada do vice-prefeito Eduardo Pimentel ao partido, e ressaltou que o projeto será comandado de maneira totalmente diferente da atual gestão.

“Sou candidato a Prefeito de Curitiba, tenho para isso a garantia do diretório nacional do PSD, do próprio governador Ratinho Júnior, que tem se demonstrado um aliado político muito leal, muito correto, e tenho evidentemente hoje a presidência do PSD de Curitiba. A entrada do Eduardo Pimentel no PSD aos 45 minutos do segundo tempo foi uma jogada oportunista, equivocada, e acredito que o próprio Eduardo que é um bom rapaz hoje deve se arrepender porque ele com isso acabou perdendo completamente qualquer chance de novamente ser candidato a vice-prefeito de Curitiba”, declarou Ney Leprevost.

O pré-candidato também levantou a suspeita que Pimentel teria se aconselhado com um advogado. “Não sei foi conselho do advogado Giovani Gionedis, mas se foi, foi um mal conselho”, comentou Ney Leprevost que classificou a atitude de Pimentel como arrogante e prepotente.

“Tudo diferente do Greca”, projeta Ney Leprevost

O curitibano Ney Leprevost espera contar com a experiência legislativa, onde foi deputado federal, estadual e três vezes vereador da capital paranaense, para servir Curitiba. Como admirador da cidade, o pré-candidato projeta fazer “tudo diferente do Greca”, caso assuma a prefeitura.

“O Greca na minha opinião é um político que não tem amor por Curitiba. Tem um amor pelo que Curitiba pode proporcionar a ele, em termos de luxo, de riqueza, de ostentação, de compra, de obras de arte por R$ 6 milhões com dinheiro público, de maçanetas moldados com pinhões, enfim, aquele tudo que as pessoas estão cansadas de saber e que repudiam hoje nos homens públicos”, enfatizou Ney.

O deputado federal também fez duras críticas às decisões tomadas por Greca no enfrentamento do coronavírus. “Baseado nas notícias de fora, da Itália, antecipou o fechamento do comércio em Curitiba, com isso fez com que a população ficasse exaurida, exausta de ficar em casa e os comerciantes em situação completamente crítica […] Agora no topo da curva esse fechamento (do comércio) não aconteceu, houve reabertura, porque não há quem aguente ficar em casa”, pontuou. Ney ainda usou como exemplo um amigo que durante o tratamento usou Hidroxocloroquina e Ivermectina.

O pré-candidato ainda classificou como ruim a decisão tomada para o transporte público, que para ele, o ideal seria o aumento da frota, invés da diminuição como fez Greca. Sobre o futuro, Ney destacou a possibilidade da instalação de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e descartando o metrô.

A respeito do fundão eleitoral, Ney Leprevost disse que “talvez eu tenha que usar”, diante da possibilidade do dinheiro acabar sendo direcionado para Brasília. Entretanto, o deputado deixou claro que o ideal seria que ninguém usasse. Confira a entrevista completa:

O Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan Curitiba, entrevistará os principais pré-candidatos a prefeitura da capital paranaense diariamente, a partir das 7h, até o dia 14 de agosto. As entrevistas serão conduzidas pelos jornalistas Marc Sousa, Rafaela Moron e Djonatas Terribas. Confira: