Eleições 2020

Pré-candidato à Prefeitura de Curitiba, Gustavo Fruet promete “mais maturidade e experiência” na gestão

Em entrevista à rádio Jovem Pan Curitiba, o político revelou que problemas com o governador Beto Richa atrapalharam primeiro mandato

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Pré-candidato à Prefeitura de Curitiba, Gustavo Fruet promete “mais maturidade e experiência” na gestão
(FOTO: RICMAIS)

7 de agosto de 2020 - 10:54 - Atualizado em 7 de agosto de 2020 - 11:07

O deputado federal Gustavo Fruet (PDT), que é pré-candidato à Prefeitura de Curitiba, participou na manhã desta sexta-feira (7) da série de entrevistas do programa Jornal da Manhã Paraná, da rádio Jovem Pan. O político, que já foi prefeito da capital paranaense entre 2013 e 2016, promete uma gestão com “mais maturidade e experiência”.

Além disso, Fruet revelou que teve muitos problemas durante o primeiro mandato na Prefeitura na relação com o governador da época, Beto Richa. Segundo ele, a dificuldade para aprovar subsídios pesou na gestão e logo que Rafael Greca assumiu o posto as coisas mudaram.

“Logo que o Greca assume, o Beto libera o subsídio para a capital. E mais do que isso, ele libera os financiamentos e recursos que nós, incansavelmente, me desculpe até em tom de brincadeira, eu fiquei careca de tanto pedir ao governador para que liberasse os recursos de pavimentação para cidade de Curitiba. Ele bloqueou durante toda gestão”, comentou Gustavo Fruet.

Segundo o pré-candidato, mesmo com o apoio estadual, a gestão de Greca não realizou nenhuma grande obra na cidade e apenas finalizou projetos em andamento, iniciados por ele. “É nosso compromisso, concluir a Linha Verde, inclusive os lotes já deveriam ter sido licitados, começar as obras do eixo leste-oeste, que passa pela revitalização do Inter 2, e implantar um novo modal de transporte, que seria o VLT (Veículo leve sobre trilhos)”, declarou.

Comportamento do governo

Nesta eleição, Gustavo Fruet tenta o retorno à Prefeitura de Curitiba. Na entrevista à rádio Jovem Pan, o pré-candidato reconheceu que um dos problemas no primeiro mandato foi o comportamento do governo e a comunicação. Agora, segundo ele, com mais maturidade e experiência pretende uma nova postura na gestão.

“Qual prefeito foi tão duramente criticado como eu em uma gestão? Dúvido. […] Eu absorvi, eu nunca levei para o lado pessoal e acho que a dimensão para quem está na vida pública é ter capacidade para essa compreensão. Essa compreensão não houve, eu acho que o tempo mostrou. Mesmo perdendo a eleição, o que a gente não pode perder é o respeito, a credibilidade e a dignidade. Eu graças a Deus posso sair na rua tomar um café”, reforçou Fruet.

Sobre o fundão eleitoral, Gustavo Fruet revelou que pretende usar, “só não usa quem é milionário”. Confira a entrevista completa:

O Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan Curitiba, entrevistará os principais pré-candidatos a prefeitura da capital paranaense diariamente, a partir das 7h, até o dia 14 de agosto. As entrevistas serão conduzidas pelos jornalistas Marc Sousa, Rafaela Moron e Djonatas Terribas. Confira: