Eleições 2020

Eleitora é presa por tirar foto da urna eletrônica em Curitiba

Éproibido ao eleitor entrar na cabine de votação com celular (que possibilita tirar selfie do voto) ou máquinas fotográficas e filmadoras

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Eleitora é presa por tirar foto da urna eletrônica em Curitiba
Foto: Ilustrativa/Senado Federal

15 de novembro de 2020 - 12:59 - Atualizado em 15 de novembro de 2020 - 15:25

Uma mulher foi presa por tirar foto da urna eletrônica em que votou na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) durante a manhã deste domingo (15). A informação foi confirmada pela Polícia Militar. 

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é proibido ao eleitor entrar na cabine de votação com celular (que possibilita tirar selfie do voto) ou máquinas fotográficas e filmadoras. 

A proibição busca assegurar ao cidadão o direito de votar nos candidatos de sua preferência, com total liberdade de escolha, sem que haja a mínima possibilidade de identificação do voto dado na urna eletrônica.

No início da manhã, em Cambé, no norte do Paraná, um homem foi preso com uma pistola .380 carregada em um colégio eleitoral. A suspeita é de que ele tinha a intenção de atacar algum eleitor.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.