Eleições 2020

Diretor do Paraná Pesquisas destaca que Bolsonaro e Ratinho Junior podem “fazer a diferença” na eleição de Curitiba

Foram divulgados nesta sexta-feira (4) novos números das intenções de voto para Prefeitura da capital paranaense

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da rádio Jovem Pan
Diretor do Paraná Pesquisas destaca que Bolsonaro e Ratinho Junior podem “fazer a diferença” na eleição de Curitiba
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

4 de setembro de 2020 - 08:53 - Atualizado em 4 de setembro de 2020 - 08:54

O diretor do Instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, analisou nesta sexta-feira (4) os números das intenções de voto para Prefeitura de Curitiba. Os dados encomendados pelo programa Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, divulgados nesta manhã, mostram Rafael Greca (DEM) com ampla vantagem, porém, Hidalgo destaca que a candidatura de Ney Leprevost (PSD) e os apoios do governador Ratinho Junior e do presidente Jair Bolsonaro podem influenciar no resultado.

“A pesquisa é uma fotografia do momento. Nesse momento o prefeito Rafael Greca tem uma vantagem muito grande sobre seus adversários. Agora a grande dúvida da semana é se o Ney Leprevost vai ser candidato ou não vai ser candidato, essa é a grande dúvida que fica, que essa pesquisa pode ajudar a clarear”, contou Hidalgo.

De acordo com a pesquisa, no cenário com Greca e Ney como candidatos, o atual prefeito aparece com 40% das intenções de voto, contra 10,8% de Ney, na segunda posição. Entretanto, sem a candidatura do representante do PSD, Greca chega aos 43,6%.

“O prefeito Rafael Greca, dos 11% do Ney, ele pega em torno de 30%, 35% dos votos do Ney. É uma vantagem que pode ajudar a ganhar o primeiro turno ou não. Mas essa é a fotografia do momento, é muito cedo para dizer se Greca é extremamente favorito para ganhar no primeiro turno ou não. Nesse momento a vantagem do prefeito é enorme”, analisou o diretor do instituto.

Apoios para a campanha

Murilo Hidalgo reforçou que como ainda está no início da corrida eleitoral, os apoios do governo estadual e federal podem ajudar Ney Leprevost a crescer. De acordo com o diretor, dificilmente Jair Bolsonaro e Ratinho Junior estarão em palanques diferentes, caso apresentem apoio a um dos candidatos.

“O Bolsonaro pode pesar numa eleição de Curitiba, principalmente no segundo turno. Eu acho que o presidente Bolsonaro vai ter um papel importante em Curitiba, caso ele venha participar”, comentou Hidalgo, destacando que a aprovação do presidente vem crescendo após a distribuição do Auxílio Emergencial.

Na pesquisa, o governador do Paraná recebeu 76,1% de aprovação dos curitibanos. Para Hidalgo, esse número é fundamental na corrida eleitoral da prefeitura.

“Com essa popularidade do governador fica muito claro, se o Ney Leprevost for candidato, que é do partido dele, ele terá que fazer o Ney ir ao segundo turno senão vai ficar muito ruim para ele (Ratinho Junior). Por mais que ele tenha vários candidatos e não os apoie, vai ficar muito ruim pra ele o Ney não ir ao segundo turno. Ao mesmo tempo, ele tirando o Ney, ele tira um peso das costas dele”, avaliou o diretor, ressaltando que Ratinho Junior é o grande eleitor de Curitiba.

Confira a análise completa: