Eleições 2020

Investigado pela PF, candidato mais rico do Brasil desiste de candidatura em Pontal do Paraná

Após negar no sábado que desistiria da campanha, João Carlos Ribeiro (PSC) protocolou o pedido de desistência da candidatura à Prefeitura de Pontal do Paraná neste domingo

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da rádio Jovem Pan
Investigado pela PF, candidato mais rico do Brasil desiste de candidatura em Pontal do Paraná
(FOTO: REPRODUÇÃO)

26 de outubro de 2020 - 08:26 - Atualizado em 26 de outubro de 2020 - 08:28

O empresário João Carlos Ribeiro (PSC) informou neste domingo (25) que não irá mais concorrer às eleições municipais de Pontal do Paraná, no litoral do estado. Após a Polícia Federal (PF) confirmar que o homem é um dos alvos da investigação da Operação, Quinto Alto, que envolve o senador Fernando Collor, houve os primeiros rumores sobre a desistência da candidatura. 

No último sábado (24), João Ribeiro gravou um vídeo nas redes sociais informando que continuaria a campanha, mesmo com as investigações. Entretanto, neste domingo (25), a defesa do empresário protocolou a desistência da candidatura no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR).

Com R$ 1,5 bilhão em bens declarados, João Ribeiro foi considerado o candidato mais rico do Brasil para as eleições municipais 2020. Entre os bens estão ações, contas em bancos e fundos de investimento.

Investigado pela PF

Na última quarta-feira (21), o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin determinou o bloqueio e sequestro de R$ 1 milhão das contas do senador Fernando Collor e dos demais envolvidos na Operação Quinto Alto. João Carlos Ribeiro nega as acusações.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.