Eleições 2020

Coronavírus: biometria não será usada nas eleições municipais de 2020

Conforme o TSE, dois fatores pesaram para excluir a biometria das eleições municipais; veja!

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora com informações da Agência Brasil
Coronavírus: biometria não será usada nas eleições municipais de 2020
Foto: TSE

15 de julho de 2020 - 10:19 - Atualizado em 15 de julho de 2020 - 10:19

Para evitar contágio em meio a pandemia causada pelo coronavírus, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que não vai usar a biometria nas eleições municipais de 2020.

A decisão foi tomada após uma reunião de técnicos do tribunal com médicos do Hospital Sírio Libanês, da Fundação Fiocruz e do Hospital Albert Einstein.

Conforme o TSE, dois fatores pesaram para excluir a biometria das eleições municipais.

Primeiro, o leitor de impressões digitais não pode ser higienizado com frequência, como a cada utilização.

Segundo, a identificação biométrica tende a causar filas maiores, favorecendo aglomerações, já que o processo é mais demorado do que a simples coleta de assinatura.

Além disso, o Congresso Nacional adiou o primeiro turno das eleições municipais de 4 de outubro para 15 de novembro.

O segundo turno foi alterado de 25 de outubro para 29 de novembro.