Política

Sergio Moro depõe em outubro no inquérito dos atos antidemocráticos

Moro tem tido um embate com Bolsonaro em outro inquérito, o que apura se houve interferência do presidente na PF

Reuters
Reuters
Sergio Moro depõe em outubro no inquérito dos atos antidemocráticos
.

18 de setembro de 2020 - 19:00 - Atualizado em 18 de setembro de 2020 - 20:09

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro vai depor no dia 2 de outubro na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) no inquérito que investiga a organização de atos antidemocráticos, informou a assessoria de imprensa de Rodrigo Sánchez Rios, advogado do ex-ministro em nota nesta sexta-feira.

“Nesta 6ª-feira, a defesa do ex-ministro Sergio Moro recebeu intimação para que ele preste depoimento, na condição de testemunha, no âmbito do inquérito 4828, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). A oitiva é motivada em razão de ele ter ocupado, à época dos fatos, a titularidade do Ministério da Justiça e Segurança Pública”, informou.

O inquérito foi aberto em abril pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, após pedido apresentado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

A investigação teve como ponto de partida apurar protestos que pediam, entre outras pautas, o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Moro tem tido um embate com Bolsonaro em outro inquérito, o que apura se houve interferência do presidente na PF. Esse caso levou à saída do então ministro e ex-juiz do governo, também em abril.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG8H1VM-BASEIMAGE