Política

CPI da Facada: Frota protocola pedido para investigar atentado contra Bolsonaro

Frota quer que a deputada Erika Cokay (PT-DF) seja a relatora da CPI da Facada

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do Poder360
CPI da Facada: Frota protocola pedido para investigar atentado contra Bolsonaro
(Foto: REUTERS/Raysa Campos Leite)

13 de setembro de 2021 - 14:51 - Atualizado em 13 de setembro de 2021 - 14:51

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) protocolou um pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a facada da qual o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi alvo em 2018. A informação foi divulgada pelo parlamentar no Facebook.

O atual presidente foi atingido por um golpe de faca desferido por Adélio Bispo de Oliveira enquanto era candidato à presidência, em 6 de setembro de 2018, em Juiz de Fora (MG). O suposto agressor foi absolvido do crime por ser considerado incapaz de responder pelos atos que praticou e teve a pena convertida em internação psiquiátrica por tempo indeterminado.

Conforme o Poder 360, Frota deseja que a deputada Erika Cokay (PT-DF) seja a relatora e que o deputado Junior Bozzella (PSL-SP) seja o presidente da CPI da Facada.

O presidente Bolsonaro não se manifestou sobre o pedido até a publicação desta matéria.