Notícias

Candidato à Prefeitura de Foz é preso por associação criminosa e extorção

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

14 de setembro de 2016 - 00:00 - Atualizado em 14 de setembro de 2016 - 00:00

Foto: Divulgação

Prisão de Túlio Bandeira faz parte da segunda fase da Operação Deméter, que investiga ameaças a moradores e produtores rurais

Túlio Bandeira, candidato a prefeito de Foz do Iguaçu pelo PROS, foi preso temporariamente nesta quarta-feira (14) por suspeita de associação criminosa. Segundo a Polícia Civil, o  mandado de prisão foi expedido pela Justiça Estadual do Mato Grosso.

O delegado Waner dos Santos Neves, de Brasnorte (MT), informou que o candidato foi preso por associação criminosa com invasores de terras e extorsão. Conforme o delegado, o candidato estaria retirando moradores assentados de propriedades.

A prisão de Túlio Bandeira faz parte da segunda fase da Operação Deméter, que investiga ameaças a moradores e produtores rurais. A ação foi deflagrada para desarticular um grupo criminoso que agia em conflitos de terras. Outras duas pessoas também foram presas.

A prisão preventiva é válida por cinco dias, e pode ser prorrogada ou convertida em prisão preventiva. A assessoria de imprensa do candidato vai divulgar uma nota oficial ainda nesta quarta-feira.