Política

Bolsonaro recebeu mais de um milhão de perguntas sobre cheques de Michelle

Após dizer que queria encher a boca de jornalista na porrada, Bolsonaro foi bombardeado nas redes sociais. Foi mais de um milhão de postagens.

Lucas
Lucas Sarzi
Bolsonaro recebeu mais de um milhão de perguntas sobre cheques de Michelle

24 de agosto de 2020 - 16:36 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 07:00

Depois de responder com agressividade um jornalista que lhe fez uma pergunta sobre os cheques que Michelle Bolsonaro recebeu, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi bombardeado nas redes sociais. No Twitter, Bolsonaro foi questionado cerca de mil vezes a cada 40 segundos.

O presidente recebeu mais de um milhão de mensagens, todas repercutindo a mesma pergunta: “Presidente Bolsonaro, por que sua esposa, Michelle, recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?” foi a pergunta repetida na rede social.

LEIA TAMBÉM: Maia descarta impeachment, mas critica resposta de Bolsonaro à jornalista

A quantidade de postagens relacionadas ao assunto foi levantada pelo professor e pesquisador de ciências de dados, redes sociais e comunicação política, Fabio Malini. “São pessoas que não se interessaram em retuitar influenciadores. Mencionaram diretamente o presidente, sobretudo nos replies dele”, explicou o professor.

Bolsonaro ameaçou repórter e mobilizou redes sociais

Todo esse movimento na internet começou depois que ganhou repercussão a ameaça que Jair Bolsonaro fez a um repórter do jornal O Globo. Quando questionado sobre os cheques que Michelle recebeu, irritado, Bolsonaro respondeu: “Minha vontade é encher tua boca na porrada, tá?”.

Imediatamente, assim que o caso se tornou público, os usuários do Twitter se mobilizaram para repetir a mesma pergunta à Bolsonaro. Isso porque todo mundo sabe que o presidente é sempre ativo nas redes sociais, principalmente no Twitter.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.