Política

Bolsonaro avisa que vetará quarentena eleitoral a policiais, juízes e militares

Já analisado pela Câmara, o texto ainda precisa passar por votação no Senado e, depois, para sanção ou veto de Bolsonaro, que deu sua posição sobre o assunto em sua live semanal

Reuters
Reuters
Bolsonaro avisa que vetará quarentena eleitoral a policiais, juízes e militares
Presidente Jair Bolsonaro

16 de setembro de 2021 - 20:37 - Atualizado em 16 de setembro de 2021 - 22:36

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (16) que irá vetar a quarentena eleitoral destinada a juízes, membros do Ministério Público, policiais e integrantes das Forças Armadas que quiserem se candidatar nas eleições.

Bolsonaro afirmou que a proibição é um “absurdo” e configura um “retrocesso” e “perseguição” a classes militares.

Espero que o Senado não aprove isso“, disse, na transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais. “Isso não tem cabimento… Obviamente, se passar no Senado –eu acho que não passa– a gente veta”, afirmou, lembrando, no entanto, que a última palavras sobre vetos presidenciais é do Congresso Nacional.

A quarentena foi aprovada na véspera pela Câmara dos Deputados, como parte de um projeto maior com quase 900 artigos que modifica e unifica a legislação eleitoral, o chamado Código Eleitoral.

Já analisado pela Câmara, o texto ainda precisa passar por votação no Senado e, após concluída sua tramitação no Congresso, segue às mãos de Bolsonaro para sanção ou veto.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)