Política

Bolsonaro autoriza ampliação de uso das Forças Armadas contra crimes ambientais no Amazonas

O desmatamento da Amazônia cresceu pelo quarto mês seguido em junho em meio a preocupações de que a destruição da floresta e a falta de chuvas alimentem incêndios na região durante a temporada de seca que se aproxima

Reuters
Reuters
Bolsonaro autoriza ampliação de uso das Forças Armadas contra crimes ambientais no Amazonas
Fogo na floresta amazônica perto de Porto Velho, Rondônia

16 de julho de 2021 - 09:15 - Atualizado em 16 de julho de 2021 - 11:27

(Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro autorizou a ampliação da utilização das Forças Armadas no combate a crimes ambientais no Amazonas, aceitando requerimento neste sentido feito pelo governador do Estado, Wilson Lima (PSC), informou a Presidência da República em nota na noite de quinta-feira.

Bolsonaro já havia editado decreto, no dia 28 de junho, determinando uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no combate a crimes ambientais na Amazônia, focada em municípios em situação mais problemática, até o final de agosto.

O decreto, de acordo com a Presidência, permitia a atuação das Forças Armadas apenas em áreas federais, e a ampliação da atuação dependia de um requerimento do governador do Estado, que foi feito e aceito por Bolsonaro.

De acordo com dados preliminares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento da Amazônia cresceu pelo quarto mês seguido em junho em meio a preocupações de que a destruição da floresta e a falta de chuvas alimentem incêndios na região durante a temporada de seca que se aproxima.

O desmatamento tem crescido desde que Bolsonaro assumiu o poder em 2019, gerando críticas internacionais de governos estrangeiros, de ambientalistas e da população.

Bolsonaro incentiva o garimpo e a agricultura em áreas protegidas da Amazônia e tem enfraquecido agências ambientais. Essas ações, segundo ambientalistas e cientistas, resultaram diretamente no aumento da destruição da floresta.

Por Eduardo Simões

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.