Notícias

Polícia registra um crime virtual a cada 14 minutos no Paraná

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

6 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 6 de fevereiro de 2019 - 00:00

Para crimes virtuais de conotação sexual e de pedofilia a pena é de 6 anos de prisão. No entanto, em boa parte dos casos, mesmo quando há flagrante, os suspeitos aguardam pelo julgamento em liberdade. Foto:Dreamstime

Crime de Pedofilia mais do que dobrou no ano passado. De acordo com a Polícia, 70 suspeitos foram identificados e presos.

As fraudes financeiras de identidade ideológica e contra honra são as mais comuns dentre os crimes virtuais, mas o crime de Pedofilia é um dos que mais dobrou no ano passado. De acordo com a Polícia, 70 suspeitos foram identificados e presos.

Mesmo em flagrante, em boa parte dos casos, os suspeitos aguardam pelo julgamento em liberdade

Para crimes virtuais de conotação sexual e de pedofilia a pena é de seis anos de prisão. No entanto,  em boa parte dos casos, mesmo quando há flagrante, os suspeitos aguardam pelo julgamento em liberdade.

Foi o que aconteceu com um homem de 32 anos preso em flagrante pela polícia em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba.

O pedófilo oferecia dinheiro em troca de fotos íntimas 

O pedófilo foi pego em flagrante quando a mãe de um dos meninos descobriu e denunciou à Polícia.

Segundo informações da Polícia, o homem oferecia R$100,00 para as crianças e adolescentes em troca de fotos íntimas. 

O delegado Demetrius Gonzaga, responsável pelo Núcleo de Combate aos Crimes Virtuais no estado, reforça que os pais devem estar atentos ao comportamento dos filhos na internet.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.