Notícias

Polícia prende quadrilha de tráfico de drogas em motel de Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

10 de junho de 2016 - 00:00 - Atualizado em 10 de junho de 2016 - 00:00

Foto: Polícia Civil

Foram apreendidas duas pistolas, quatro carros e pouco mais de sete quilos de crack – além de celulares, balança de precisão, munição e carregadores

Cinco pessoas foram presas nesta sexta-feira (10) num motel de Curitiba suspeitas de tráfico de drogas. Um empresário, dono de duas lojas de revenda de automóveis, um policial militar, uma mulher e outros dois homens foram detidos em flagrante. A operação envolveu policiais da Força Tarefa do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar.

Uma denúncia anônima levou os policiais até o estabelecimento. A informação era que traficantes iriam comercializar drogas dentro do motel. No início da madrugada, os policiais avistaram carros suspeitos rondando o local e depois entrando no motel. Logo depois, um carro dirigido pelo empresário entrou no estabelecimento. A suspeita é que o PM fazia escolta para o dono da loja de automóveis.

Mesmo com a resistência de uma funcionária do motel, os policiais conseguiram entrar e flagraram a comercialização do entorpecente. No local, foram apreendidas duas pistolas, sendo uma do policial, quatro carros e pouco mais de sete quilos de crack – além de celulares, balança de precisão, munição e carregadores.

Após a abordagem, uma mulher confessou que tinha maconha em casa. Ao chegar na residência, os policiais do Diep e do Bope apreenderam mais 33 quilos de maconha. “A suspeita é que não tenha sido a primeira transação de drogas envolvendo estas pessoas. O motel foi escolhido justamente para não levantar suspeitas”, explicou o coordenador da Força Tarefa do Diep, capitão Luiz Alexandre Murbach Soares.

A funcionária do motel, que não permitiu o acesso dos policiais, foi encaminhada por ter obstruído o trabalho do Diep e do Bope. Os demais presos responderão pelo crime de tráfico de drogas e posse ilegal de arma.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.