Notícias

Polícia investiga morte de cadela por envenenamento em condomínio de luxo

Losth foi envenenada dentro de sua própria casa. Ela era muito dócil e calma. Ninguém faz ideia de quem queria fazer mal a ela

Giselle
Giselle Ulbrich
Polícia investiga morte de cadela por envenenamento em condomínio de luxo
Foto: ONG Aufamigos

26 de abril de 2021 - 22:33 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 11:32

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) de Curitiba está investigando a morte da cadela Losth, que ocorreu dentro do condomínio Alphaville Graciosa, um residencial de luxo em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã desta segunda-feira (26). A morte gerou multa revolta nas redes sociais. Ela foi envenenada dentro da própria casa onde morava.

Ninguém sabe como ocorreu o envenenamento. O fato é que os moradores encontraram a cadela passando mal na propriedade e chamaram ajuda. O projeto do residencial, Aufamigos, correu para acudir, mas já era tarde. Não foi possível salvar a vida de Losth. Conforme a polícia, não se trata de um caso de o animal ter fugido e ingerido algo fora de casa. Alguém teria arremessado a mercadoria com o veneno dentro da propriedade.

Mas não foi só o fato de Losth ter sido envenenada dentro de sua própria casa que gerou revolta. Conforme os donos e amigos, Losth era uma cadelinha muito dócil e companheira. Não fazia mal a ninguém. A cadela foi resgatada na rua por seus novos tutores. Estava magra e doente. Foi tratada e atualmente vivia com cuidado, conforto e carinho dos donos. Por isto ninguém entende quem teve intenção de fazer mal a ela e porquê.

A polícia ainda não tem indícios de autoria e motivo do crime. Conforme o delegado Matheus Laiola, titular da DPMA, investigadores já estão atrás de imagens de câmeras de segurança, bem como recolheram o corpo da cadelinha para necropsia e demais exames. A água da piscina da casa também foi coletada, pois estava com uma coloração estranha.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.