Notícias

Polícia apreende arma exibida por estudante de direito durante vídeo

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

5 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 5 de novembro de 2018 - 00:00

Estudante de Direito que estuda em tradicional universidade paulista fez ataques racistas em Londrina (Reprodução)

Estudante de direito será indiciado e deve responder pelos crimes de incitação ao racismo e porte ilegal de arma de fogo

O estudante de direito Pedro Baleotti, que aparece em vídeos proferindo mensagens racistas em Londrina, no Norte do Paraná, a caminho do local de votação, será indiciado e deve responder pelos crimes de incitação ao racismo e porte ilegal de arma de fogo.

Apreensão de arma de fogo

O material foi apreendido na casa do estudante de direito. De acordo com a polícia, um revólver calibre 38, 15 munições e uma espingarda de pressão foram apreendidos. A arma que aparece no vídeo está registrada no nome do pai.

Além da investigação em curso, Pedro também é investigado pela polícia de São Paulo, Ministério Público do Paraná e pela universidade Mackenzie, onde estuda. Ao prestar depoimento o estudante de direito se disse arrependido pelas ofensas.

Caso de racismo em Londrina

O estudante também fez ataques a adversários políticos. “Louco pra ver um vadio, um vagabundo, com camiseta vermelha, e já matar logo”, diz em um trecho do vídeo gravado dentro do carro.

Ao tomar conhecimento do caso, o escritório de advocacia na capital paulista onde Pedro era estagiário publicou nas redes sociais que o jovem foi desligado das funções.

Em um outro vídeo, o estudante aparece dentro de um apartamento ostentando uma arma.

Assista à reportagem completa:

Estudante de direito exibiu arma em vídeo e fez ofensas racistas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.