Notícias

Pia fala sobre amistosos da Seleção, elogia “parte mental” do Brasil e exalta presença da torcida

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de novembro de 2021 - 13:00 - Atualizado em 9 de novembro de 2021 - 14:30

Nesta terça-feira, a técnica Pia Sundhage divulgou a lista de convocadas da Seleção Brasileira para o Torneio Internacional em Manaus, que será disputado entre novembro e dezembro. Em coletiva de imprensa, a treinadora falou sobre os adversários do Brasil na competição, elogiou a “parte mental” da equipe e exaltou a presença da torcida no estádio

“No melhor dos mundos, é o óbvio que eu adoraria jogar com o top-10. Mas isso não é possível. Então, a gente tenta marcar partidas. Constantemente falo se a gente consegue enfrentar os melhores times, porque é assim que a gente aprende de verdade, principalmente no que se refere ao setor defensivo. A nossa lateral conseguirá encarar ataques da França e da Alemanha, que são naturalmente ofensivos?”, pontuou.

“Estou contente com os três amistosos. Não são contra as melhores seleções, mas não deixam de ser jogos. A gente vai trabalhar em ficar focadas, não subestimar nada. Se você é uma seleção muito bem sucedida, pode ficar arrogante sem perceber. A gente vai trabalhar com a nossa ideia de jogo o máximo possível. Isso nos dará a chance de mudar um pouco a nossa tática. Ao fim do dia, é importante dar a chance de jogar ao máximo de jogadoras possíveis”, completou a comandante.

Pia citou a importância do aspecto mental para a Seleção: “Quando você está jogando futebol, tem que levar em consideração as partes física e tática, mas, também, a mental. Se eu pensar nessa parte mental, é outro ponto de virada nosso. Estávamos perdendo de 2 a 0 para a Austrália, mas demos a volta por cima. Isso é algo grandioso: não só a reação, mas a maneira como a gente reagiu. Houve uma mudança nesse aspecto mental – e é assim que você cria uma equipe campeã”.

Por fim, a técnica sueca também exaltou a presença de público na Arena da Amazônia: “Multidão na arquibancada é algo mágico, principalmente nos dias de hoje. Lá na Austrália, naquele cantinho que tinha tantos brasileiros… olha, eu me senti como uma brasileira. Todo mundo estava dando um apoio absurdo para nós. É algo grande, sabe? A torcida vai aproveitar isso, é algo fundamental”.

O Brasil encara a Índia no dia 25, Venezuela em 28 de novembro e, também, o Chile no primeiro dia de dezembro. Os horários dos confrontos – todos disputados na Arena da Amazônia – ainda não foram definidos.