Mundo dos Pets

Sachê para gato e cachorro: prós e contras

Pauline
Pauline Machado / Canal de Estimação Jornalista e diretora do @canaldeestimacao
Sachê para gato e cachorro: prós e contras

21 de maio de 2021 - 19:12 - Atualizado em 25 de maio de 2021 - 19:24

Quando temos um pet, ele faz parte da família, e as preocupações são muitas. O pequeno é o xodó, e a alimentação, incluindo a ração úmida do sachê para gato e cachorro, é uma parte importantíssima no desenvolvimento dele.

Logo, a qualidade de vida do pet está diretamente ligada à nutrição oferecida a ele, podendo até mesmo influenciar seu comportamento.

Um gato e um cão com uma boa alimentação podem ter menos chances de desenvolver uma série de doenças de natureza gastrointestinais, de pele, do coração e relacionadas à obesidade, por exemplo. 

Desde o questionamento sobre se esse tipo de alimento é saudável, até a dúvida a respeito de se os animais irão aceitar outro tipo de ração após experimentarem o sachê para gato e cachorro, muitas são as reflexões que passam pela cabeça dos tutores sobre a adoção da ração úmida para as refeições dos seus amigos peludos. 

Como escolher a lata ou o sachê para gato e cachorro?

Seja lata e o sachê para gato e cachorro, é importante ler o rótulo para saber se as proteínas são de boa qualidade, se há fibras para auxiliar na digestão e se contém vitaminas e minerais.

Fique atento também à quantidade de carboidratos, ao percentual de gordura e à presença de conservantes e corantes artificiais. 

Hidratação do pet

Alguns animais não têm tanto costume de beber água. As rações úmidas trazem o benefício de conterem uma concentração de até 80% de líquido, ajudando a hidratar o animal. Por conta disso, problemas como alta concentração de urina, doenças renais e no fígado acabam sendo prevenidas.

Suporte aos idosos

Um ponto importante no caso é que animais mais velhos, que já perderam parte do seu olfato e precisam do paladar, podem se mostrar mais inclinados a comer um alimento com aroma mais forte e sabor mais acentuado, além de mais molinho por causa da falta de dentes.

Esta também pode ser uma alternativa para pets doentes que apresentem pouco apetite, assegurando assim que eles estão recebendo as proteínas, vitaminas e minerais que precisam para se recuperar. 

Mas atenção: os cachorros utilizam como fonte primária de energia o carboidrato, assim como os humanos. No entanto, isso não significa que eles não podem consumir rações úmidas. O ideal é consultar um médico veterinário para saber as necessidades nutricionais do seu pet.

Desvantagens do sachê para gato e cachorro

Sim. A ingestão de sachê para gato ou cachorro em maiores quantidades aumenta as chances de o animal desenvolver placas bacterianas nos dentes por não haver o atrito comumente feito pela ração seca.

Além disso, dependendo da marca, o alimento pode apresentar alta concentração de conservantes e corantes, podendo causar alergias se houver exagero no consumo.

Outro ponto negativo sobre essas rações é seu prazo de validade mais curto. Após aberta, a ração úmida pode ser guardada apenas na geladeira por, no máximo, 3 dias.

Fonte: Cobasi

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.