Mundo dos Pets

Graminha para gatos: saiba por que você deve apostar nela

Pauline
Pauline Machado / Canal de Estimação @paulinemachadooficial
Graminha para gatos: saiba por que você deve apostar nela

25 de junho de 2021 - 00:00

Se você é um tutor de gato que mora em apartamento, aqui vai um fato que você talvez não saiba sobre ele: os bichanos adoram se divertir e até mesmo comer graminha para gatos! Já se você mora em uma casa com jardim, o que é cada vez mais raro nos dias de hoje, já deve ter notado como eles podem passar horas por ali.

Motivos para isso não faltam. Afinal, gatos adoram ficar ao ar livre. Mas você sabia que o ato de comer grama também tem uma função para os peludos? A boa notícia é que, hoje em dia, você pode proporcionar isso a eles mesmo dentro do apartamento!

Benefícios da grama para gatos e cachorros

Como se sabe, gatos são animais extremamente limpos, que vivem se lambendo a fim de remover poeira e pelos soltos do próprio corpo. O problema dessa prática é que, muitas vezes, ao invés de ser eliminados gradualmente, esses pelos se acumulam no estômago ou no intestino do bichano.

Pois é justamente para isso que serve o consumo da graminha! Ricas em fibras, elas ajudam no trânsito intestinal dos gatos, auxiliando na eliminação das famosas bolas de pelo (ou tricobezoares). Além de servirem como petisco saudável, natural e divertido que aumenta o bem-estar do pet, deixando-o menos agressivo e mais relaxado.

Para os cães, a mesma coisa! Embora eles não costumem ter problema com o acúmulo de pelos, a grama para gatos também pode ser oferecida a eles como forma de agradá-los e de melhorar seu trânsito intestinal.

Graminha para gato: cuidados na escolha

Embora quase todos os tipos de graminha para gato sejam ricos em fibras, nem todas elas podem ser consumidas por gatos e cachorros. Isso porque,  algumas plantas podem, inclusive, ser tóxicas para os pets. Confira abaixo algumas dicas para comprar ou plantar a graminha para gatos em casa:

  • Dê preferência para as graminhas específicas para esse fim. Assim você sabe que o produto é saudável, recomendado e atóxico para o pet;
  • – A graminha também pode ser comprada em sementes para plantar. Nesse caso, o melhor também é preferir as específicas para isso a fim de garantir a procedência;
  • Em sementes ou em mudas, as graminhas mais utilizadas são as de aveia, trigo, azevém e milho para pipoca (não a de micro-ondas);
  • Verifique na embalagem se a graminha é livre de agrotóxicos;
  • O tamanho e o número de vasos vai depender da quantidade de gatos que você tem em casa.

Como dica adicional, a médica-veterinária especialista em felinos na Petz, Dra. Camille Oliveira, diz que você pode colocar vasos com diferentes tipos de grama de gato. “Assim você consegue ver de qual ele mais gosta”, diz.

Quantidade e frequência

Além da escolha da graminha para gatos, saber quando e de que forma oferecê-la para que haja um consumo equilibrado também é um assunto que gera muitas dúvidas. Mas, acredite, é bem mais simples do que parece.

Isso porque, na natureza, os gatos consomem a grama por instinto, fazendo isso de forma contínua e sem exageros. Sendo assim, o melhor é deixar o vaso à disposição do pet.

“Geralmente, os gatos comem uma pequena quantidade e ficam satisfeitos. Quando comem em demasia, pode-se pensar em deficiência nutricional”, explica a Dra. Camille.

Nesse caso, ela recomenda procurar orientação profissional o quanto antes a fim de verificar as suas causas e de rever a dieta do bichano.

Fonte: Petz

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.