Mundo dos Pets

Conheça 6 sinais da comunicação canina

Pauline
Pauline Machado / Canal de Estimação Jornalista e diretora do @canaldeestimacao
Conheça 6 sinais da comunicação canina

20 de maio de 2021 - 00:00

Cada vez mais, pesquisas científicas têm provado que os tutores, empiricamente, já perceberam há muito tempo que os cães têm uma habilidade extraordinária de ler pessoas. Eles sabem quando estamos tristes, bravos, felizes, inseguros ou de bom-humor e demonstram isso com a linguagem canina

E o mais legal é que os cachorros parecem saber exatamente como responder em cada situação! Mas será que nós conseguimos entender o que os cães estão tentando nos dizer? Vamos saber mais sobre os calming signals e a comunicação canina.

Como os cães se comunicam

Por serem animais extremamente sociáveis, é de se imaginar que os cães tenham uma linguagem bem desenvolvida. A questão, para nós, é saber como interpretá-la. Nesse sentido, uma teoria bastante popular é a dos chamados calming signals, ou sinais de apaziguamento.

Observados pela adestradora norueguesa Turid Rugaas, esses sinais corporais do cachorro seriam uma forma de linguagem canina visual. Utilizada tanto entre os cães quanto na relação deles conosco para demonstrar estresse e apaziguar conflitos de forma não agressiva.

“É como se o cão realizasse um gesto na tentativa de dizer: ‘Ei, não gostei disso, você poderia parar com esse comportamento?’”, explica a médica-veterinária Mariana Sui Sato.

Segundo a própria Turid Rugaas diz em seu site, tais gestos são universais e compreendidos por todos os cachorros. Por isso, para quem aprendeu a reconhecer os calming signals, é comum ver um cão responder a um gesto com outro de apaziguamento.

Conheça 6 sinais da comunicação canina

Uma das grandes dificuldades de reconhecer a linguagem corporal canina é que ela se assemelha muito a reações meramente fisiológicas. “Bocejar, se coçar, lamber o nariz. Tudo isso é mais que um simples ato na comunicação canina”, diz a Dra. Mariana. 

“Muitas vezes, esses pequenos gestos são uma demonstração do comportamento do cachorro”, completa. Abaixo, você confere o que significam alguns dos principais sinais de apaziguamento.

Bocejar

Pode ser, sim, que o cão esteja apenas cansado e com sono. No entanto, o ato de bocejar também pode ser usado em situações de estresse, como quando ele está assustado ou levando bronca. “Seria como o nosso: ‘respira fundo, conta até dez’”, brinca Mariana.

Cheirar o chão na presença de um animal desconhecido

É frequentemente usado entre os cães para sinalizar que o indivíduo não quer brigas, já que evita o contato visual. “Indica uma recepção amistosa. Na nossa linguagem seria como um: ‘Oi, não nos conhecemos, mas eu já gostei de você’”, diz a veterinária.

Desviar o olhar ou virar as costas

Quando está estressado, assustado ou se sentindo ameaçado de alguma forma, o cachorro pode desviar o olhar ou virar as costas. É uma forma de se retirar de um possível conflito. Algo como “melhor eu ignorar/sair antes que dê briga”.

Por isso, cães que dão esse sinal e não têm seu espaço respeitado podem, rapidamente, tornar-se agressivos.

Posição de brincar

Sabe quando o cachorro reclina as patas dianteiras, chamando você para brincar? O gesto é usado na linguagem canina também como uma bandeira de paz. Não à toa, é comum que, em uma relação entre dois cães que não se conhecem, um deles se recline.

Andar lentamente

Se quando você chama seu amigo ele caminha lentamente em sua direção, é bom repensar o tom que você usa para fazer isso. É que os cães costumam andar mais devagar quando se sentem ameaçados. 

A explicação é que cachorros associam a corrida à caça. Sendo assim, ao se aproximar de um pet que você não conhece, vale fazer isso lentamente.

Movimentar as orelhas

Impossível resistir ao charme de uma orelha de cachorro, principalmente quando ele as coloca para a frente. Pois saiba que, de acordo com Rugaas, o gesto é feito com esse objetivo mesmo. “É para parecer um filhote, já que o cão acredita que ninguém machucará um cãozinho pequeno”, explica a autora em sua página.

Existem ainda diversas outras formas da linguagem dos cães como sentar, ficar paralisado, levantar a patas, deitar com a barriga no chão e lamber o focinho.

A importância de “falar” a linguagem canina

De acordo com a Dra. Mariana, conhecer a linguagem canina auxilia na compreensão do estado emocional do pet, garantindo a ele maior integridade física e psicológica. 

Isso porque uma parte significativa dos problemas de interação entre tutores e seus cães tem origem justamente na interpretação equivocada da linguagem corporal dos cães.

“Muitas vezes, os tutores julgam erroneamente determinado comportamento como sendo ‘vingança’ ou ‘maldade’. Quando, na verdade, o cão está apenas tentando comunicar seu medo, seu estresse ou dificuldade na sociabilização ambiental”, lamenta.

Agora que você já está familiarizado com os principais sinais da linguagem canina, esperamos que sua relação com seu amigo melhore ainda mais! 

Fonte: Petz

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.