Mundo dos Pets

Cachorro em apartamento: quais são as raças mais indicadas?

Pauline
Pauline Machado / Canal de Estimação @paulinemachadooficial
Cachorro em apartamento: quais são as raças mais indicadas?

29 de abril de 2021 - 00:00

Seja por praticidade ou questões de segurança, uma coisa é fato: cada vez mais gente tem se mudado para apartamentos. Ao mesmo tempo, a quantidade de pessoas que contam com pelo menos um pet nunca foi tão grande! Por isso, é natural que muitas pessoas se perguntem como escolher um cachorro para apartamento.

Se você também tem essa dúvida, a gente adianta que a adaptação do pet a esse ambiente depende de fatores que vão da raça à idade. Ainda assim, é bastante complicado apontar com certeza qual é o melhor cachorro para apartamento.

No entanto, para tornar os momentos de adaptação mais tranquilos e, claro, para acabar com todas as suas dúvidas sobre como escolher um cachorro para apartamento, continue conosco!

Todo cachorro pode morar em apartamento?

É essa a pergunta que muita gente faz antes de adotar um novo amigo. De acordo com a médica veterinária da Petz, Dra. Renata Brunetto, alguns cachorros podem ter mais dificuldades dependendo de fatores como raça, idade, porte e rotina.

“Raças de cachorro que exigem menores gastos de energia têm temperamento dócil, e as de porte pequeno costumam se adaptar com mais facilidade”, explica. Yorkshire, Shih-Tzu, Lhasa Apso, Buldogue francês e Pug são raças de cachorro para apartamento que, geralmente, se adaptam muito bem ao ambiente.

Isso porque, além de ser um cachorro ideal para apartamento devido à sua estatura, tais raças também costumam ser mais silenciosas e precisam de menos exercícios. Mesmo assim, é fundamental providenciar brinquedos e passear com eles diariamente!

Cão de médio e de grande porte em apartamento

Ainda que o cachorro pequeno seja visto como o melhor cão para apartamento, nem sempre isso é possível. Afinal, pode ser que você já tenha um cachorro grande e precise mudar para um apartamento, ou adotou um pet SRD e ele cresceu mais que o esperado…

A Dra. Renata explica que o que deve ser levado em consideração na hora de escolher cachorro para ter em apartamento é se a rotina dos tutores se encaixa nas necessidades do cão. E conclui: “Assim, é possível adaptar cães de médio e de grande porte em apartamento”.

Além disso, a especialista lembra que, apesar do tamanho, é possível ter um cachorro para apartamento mesmo que ele seja de grande porte. É o caso, por exemplo, do Schnauzer, do Golden Retriever, do Labrador e do Boxer. No entanto, a especialista alerta que é preciso ter cuidado com o tamanho do apartamento e com a frequência de exercícios.

Cuidados com os cães em apartamentos

De nada adianta escolher cachorro para criar em apartamento se ele apresenta comportamentos indesejados devido ao tédio e ao estresse. Por isso, não importa o tamanho do pet, tutores que moram em apartamento devem ficar atentos a alguns cuidados:

  • Passeios diários são fundamentais para garantir o gasto de energia, a sociabilização e o controle de peso do pet;
  • Converse com um veterinário e siga à risca as orientações relativas à alimentação. Devido ao espaço reduzido, cães de apartamento têm maior tendência à obesidade;
  • Torne o ambiente do apê mais divertido e interessante com a ajuda de jogos e brinquedos interativos;
  • Dê preferência aos pisos antiderrapantes, que não prejudicam as articulações dos pets;
  • Se possível, acostume o cachorro a passar algumas horas sozinho desde cedo. Assim, ele sofrerá menos com a ansiedade por separação;
  • Não importa o quão corrido tenha sido o seu dia, desligue o celular e tire sempre um tempinho para brincar com seu amigo.

Segundo a Dra. Renata, é comum que um cachorro para apartamento pequeno ou grande apresente transtornos compulsivos, como o ato de lamber as patinhas incessantemente.

“Outro fator importante é a depressão. O cão apresenta falta de apetite, desinteresse por brincadeiras, andar compulsivo, olhar tristonho e isolamento”, alerta.

Ao perceber qualquer um desses sinais, procure um veterinário! 

Fonte: Petz

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.