Internacionais

Perdas com bloqueio de campos de petróleo na Líbia atingem US$ 2 bilhões

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 25 de fevereiro de 2020 - 00:00

As perdas financeiras causadas pelo bloqueio prolongado de campos de petróleo e portos da Líbia aumentaram rapidamente e ultrapassaram US$ 2 bilhões nesta terça-feira, segundo informou a empresa nacional de petróleo do país.

A produção no país caiu de 1,2 milhões de barris por dia para aproximadamente 120 mil barris por dia, de acordo com um comunicado da corporação. Campos de extração e terminais de exportação de petróleo do país foram tomados por forças leais ao Marechal Khalifa Hifter, em guerra civil com o governo da Líbia apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU), no final de janeiro.

Até agora, o fechamento não causou maiores efeitos no mercado de petróleo mundial, de acordo com Antoine Halff, pesquisador da Universidade de Columbia e analista-chefe de uma empresa de análise de dados de energia.

O petróleo bruto leve da Líbia compete diretamente com o óleo de xisto dos Estados Unidos, o que permite que grandes compradores, como Itália, Espanha e China, utilizem o produto americano, de acordo com o especialista.

Na segunda-feira, o ministro de Assuntos Internacionais do governo da Líbia reconhecido pela ONU, Mohamed Taher Siala, pediu durante uma reunião do Conselho de Direitos Humanos em Genebra, na Suíça, que os Estados Unidos e outras potências ocidentais intervenham na situação do país.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.