Coronavírus

Onze parques de Curitiba têm estacionamentos fechados para reduzir circulação

Parques e unidades de conservação menores foram totalmente interditados; confira lista abaixo!

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Onze parques de Curitiba têm estacionamentos fechados para reduzir circulação
Foto: Pedro Ribas/SMCS

27 de março de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:49

Desde a manhã desta sexta-feira (27), novos parques de Curitiba tiveram seus estacionamentos fechados e a circulação de veículos restrita. A medida faz parte das ações adotadas pela cidade para evitar aglomerações e, assim, diminuir a possibilidade de transmissão do novo coronavírus.

A restrição vale para os parques:

  • São Lourenço
  • Bacacheri
  • Tanguá
  • Atuba
  • Vilinha do Atuba
  • Náutico
  • Lago Azul
  • Peladeiros 
  • Tropeiros. 
  • Tingui
  • Barigui

O parques Tingui e Barigui já estão com seus estacionamentos fechados desde quinta-feira (26).

De acordo com os técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, caminhadas e exercícios físicos ao ar livre devem ser feitos em horários alternativos e de forma isolada.

Os estacionamentos e as vias internas dos parques com restrição têm bloqueios da Superintendência de Trânsito (Setran) e os frequentadores são orientados pela Guarda Municipal para evitar aglomerações e retornar às suas casas o mais rápido possível após a atividade física.

Parques de Curitiba fechados

Já os parques e unidades de conservação menores, que favorecem a formação de aglomerações, foram totalmente fechados para os frequentadores nos últimos dias. São eles: 

  • Bosques Alemão
  • Bosque Reinhard Maack 
  • Jardim Botânico de Curitiba
  • Memorial Ucraniano do Parque Tingui 
  • Bosque do Papa e Memorial Polonês
  • Passeio Público
  • Zoológico Municipal
  • Bosque Zaninelli (Unilivre)
  • Parque Passaúna
  • Museu de História Natural Capão da Imbuia