Notícias

Paraná vai receber certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação, nesta quinta-feira (27)

Em entrevista ao Grupo RIC,  Ratinho Junior (PSD) contou sobre o novo momento que o estado passa a viver dentro do agronegócio

Guilherme
Guilherme Barchik Com informações do Balanço Geral Curitiba
Paraná vai receber certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação, nesta quinta-feira (27)
(Foto: José Adair Gomercindo / SECS)

26 de maio de 2021 - 14:10 - Atualizado em 26 de maio de 2021 - 14:16

Durante entrevista ao Balanço Geral, que foi realizada na tarde desta quarta-feira (26), o Governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), afirmou a força do agronegócio paranaense e também comentou sobre o selo que o estado vai receber de área libre de febre aftosa sem vacina. A premiação acontecerá na próxima quinta-feira (27), na França.

“Isso significa o maior anúncio para o agronegócio dos últimos 50 anos. O Paraná vai ser reconhecido como área livre de febre aftosa sem vacinação. Isso é uma demonstração da qualidade animal do nosso estado, ela é igual a americana e australiana.”

disse Ratinho Jr. à RIC Record TV

Em sua fala, o governador reforçou a força do agronegócio paranaense e argumentou sobre o novo momento que o estado passará a viver dentro do agronegócio.

“Abre um mercado de bilhões de dólares. O mercado vai passar a comprar carne do Paraná. Não só carne de boi, mas carne de frango, peixe e porco. O Paraná é maior produtor do Brasil de proteína animal.”

contou o Governador do Paraná do Balanço Geral

Leia mais: “A ideia é que todos os adultos paranaenses sejam vacinados até dezembro”, reforça Ratinho Jr.

Programa “Vigilância para febre aftosa”

O Estado do Paraná possui um rebanho de 9,2 milhões de bovinos e búfalos, distribuídos em 178.885 explorações pecuárias. O Paraná é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal – OIE como Área Livre de Febre Aftosa com Vacinação, como a maioria das unidades da federação.

Em outubro de 2019, foi autorizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a suspensão da vacina contra febre aftosa no Paraná (IN 47 de 15 de outubro de 2019).

Em agosto de 2020, por meio da IN 52/2020 , o Paraná recebe o reconhecimento nacional de livre de febre aftosa SEM vacinação e segue os procedimentos para alcance do reconhecimento internacional pela OIE.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.