Notícias

Papa promete visitar Líbano e Sudão do Sul assim que possível

Reuters
Reuters

24 de dezembro de 2020 - 11:00 - Atualizado em 24 de dezembro de 2020 - 11:00

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) – O papa Francisco prometeu em suas mensagens de Natal nesta quinta-feira visitar o Líbano e o Sudão do Sul assim que puder.

Tradicionalmente o papa menciona países em sua mensagem do Dia do Natal, mas destacou esses dois devido a dificuldades que eles enfrentaram este ano.

“Estou profundamente preocupado em ver o sofrimento e angústia que afetaram a resiliência nativa e desenvoltura da Terra dos Cedros”, disse Francisco, referindo-se ao Líbano, que enfrenta uma profunda crise econômica e as consequências da explosão no porto de Beirute em 4 de agosto que matou cerca de 200 pessoas.

O papa Francisco já deve visitar o Iraque entre 5 e 8 de março.

Em mensagem separada escrita conjuntamente com o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder espiritual dos anglicanos; e com o moderador da Igreja da Escócia, Martin Fair, os três líderes se comprometeram em fazer uma viagem ao Sudão do Sul, de maioria cristã, “assim que as coisas voltarem ao normal”.

A mensagem foi direcionada aos líderes do Sudão do Sul, ex-rivais que formaram um governo de unidade nacional em fevereiro após anos de guerra civil.

(Reportagem de Philip Pullella)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.