Notícias

Palmeiras vence Santos com gol nos acréscimos e é campeão da Libertadores

Reuters
Reuters

30 de janeiro de 2021 - 20:15 - Atualizado em 30 de janeiro de 2021 - 20:15

Por Andrew Downie

RIO DE JANEIRO (Reuters) – Um gol aos 53 minutos do segundo tempo garantiu ao Palmeiras a vitória por 1 x 0 sobre o Santos, em um cabeceio de Breno Lopes, e o título da Copa Libertadores neste sábado. 

A final do principal torneio sul-americano de clubes foi disputada em uma tarde escaldante no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e as chances de gols foram raras.

Quando a partida sem brilho se encaminhava para a prorrogação, no entanto, Breno Lopes, que saiu do banco de reservas, subiu de maneira perfeita e completou de cabeça um cruzamento da direita. 

O gol, momentos depois de o técnico do Santos, Cuca, ter sido expulso por briga na lateral, provocou uma grande comemoração da torcida palmeirense que se reuniu para assistir ao jogo em São Paulo, ignorando as regras de distanciamento social.

Com a temperatura no Rio chegando a 38 graus, nenhum dos times conseguiu criar boas chances de gol.

Embora o jogo tenha ficado mais aberto no final, ele não correspondeu às expectativas dos telespectadores de 191 países ou dos 5 mil convidados especiais que assistiram ao confronto no Maracanã. 

A vitória, porém, dá prosseguimento a uma excelente temporada para o Palmeiras e seu técnico que assumiu o time há poucos meses, o português Abel Ferreira, de 42 anos.

O clube conquistou o Campeonato Paulista em agosto e enfrenta o Grêmio na final da Copa do Brasil em fevereiro.

Este foi o segundo título da Libertadores do Palmeiras –o primeiro desde 1999– e a terceira vez em quatro anos que uma equipe brasileira venceu a maior competição de clubes da América do Sul. 

A final estava programada para ser realizada em novembro, mas o torneio foi interrompido por seis meses devido à pandemia do coronavírus.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.