Notícias

Pai e filho suspeitos de pagar propina são alvos da 38ª fase da Lava Jato

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

23 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 23 de fevereiro de 2017 - 00:00

Policiais federais cumprem mandados durante nova fase da Operação Lava Jato. (Foto: Reprodução/Arquivo Agência Brasil)

Investigados seriam operadores financeiros do esquema criminoso existente na Petrobras

A 38ª fase da Lava Jato, batizada de Operação Blackout, é realizada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (23). Os alvos são os lobistas Jorge Luz e Bruno Luz. Em nota, a PF informou que são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva no Estado do Rio de Janeiro.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

A ação policial tem como alvo principal a atuação de operadores financeiros identificados como facilitadores na movimentação de recursos indevidos pagos a integrantes das diretorias da Petrobras.

O nome da fase (Blackout) é uma referência ao sobrenome de dois dos operadores financeiros do esquema criminoso existente no âmbito da empresa Petrobras. A simbologia do nome tem por objetivo demonstrar a interrupção definitiva da atuação destes investigados como representantes deste poderoso esquema de corrupção.

Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba quando autorizados pelo juízo competente.

Leia mais

‘Aposentômetro’ criado pela CUT calcula tempo de trabalho pela frente

Cientistas descobrem sistema com sete planetas comparáveis à Terra

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.