Notícias

Oposição pede investigação sobre suposto “orçamento paralelo” do governo

Reuters
Reuters
Oposição pede investigação sobre suposto “orçamento paralelo” do governo
Homem caminha perto do prédio do Congresso Nacional em Brasília

10 de maio de 2021 - 16:17 - Atualizado em 10 de maio de 2021 - 16:20

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), afirmou nesta segunda-feira que vai pedir uma investigação ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Tribunal de Contas da União (TCU) acerca de um suposto esquema de compra de tratores e maquinários com recursos de emendas parlamentares por fora dos controles orçamentários para privilegiar aliados do presidente Jair Bolsonaro no Congresso.

“Diante das gravíssimas denúncias de que o governo Bolsonaro teria criado um orçamento paralelo para montar uma base aliada no Congresso via toma lá da cá, vamos representar ao TCU e MPF para que investiguem o ‘Bolsolão'”, disse o parlamentar, no Twitter.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o sistema de compra dos tratores seria superfaturado e privilegiaria aliados de Bolsonaro no Congresso.

Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) repudiou as acusações.

“As compras por entes conveniados citadas na reportagem são realizadas com base em normas previstas. É o município quem faz a pesquisa de preços e realiza a licitação do equipamento. Vale ressaltar que todas as transferências estão em fase de prestação de contas em aberto. Qualquer irregularidade porventura detectada será encaminhada para órgãos de defesa do Estado”, afirmou.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH4911S-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.