Notícias

Onça é morta após participar do revezamento da tocha olímpica

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

21 de junho de 2016 - 00:00 - Atualizado em 21 de junho de 2016 - 00:00

Animal estava sendo transferido de jaula quando escapou e acabou sendo morto. Foto: (CIGS – Centro de Instrução de Guerra Na Selva/Facebook)

Animal foi sacrificado após tentar atacar militar. Caso gerou revolta nas redes sociais

Um momento triste marcou o tour da tocha olímpica nesta segunda-feira, 20, durante passagem da chama pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), em Manaus, capital do Amazonas. Horas depois do evento, que contou com um momento de apresentação junto de duas onças-pintadas, o Comando Militar da Amazônia (CMA), informou que um dos felinos foi abatido no local.

Em nota à imprensa, porém, a entidade afirmou que o animal falecido não era um dos que haviam se apresentado, mas um terceiro, que estava no zoológico do local e estava sendo transferido de jaula. Ainda de acordo com o CMA, o animal teria fugido, recebido disparos de tranquilizantes, mas mesmo assim teria avançado contra um militar, o que demandou o uso da força letal por meio de um tiro de pistola. A onça não resistiu.

No período da manhã, o revezamento da tocha pelo CIGS havia contado com a presença de Juma e Simba, duas onças-pintadas que moram no local. Após a confirmação do abatimento do animal, à tarde, foi gerada uma onda de protestos nas redes sociais, condenando a participação de onças no evento e também a atitude dos militares. Mais tarde, em Iranduba, o revezamento da tocha teve a participação de golfinhos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.