Notícias

Oito mandados de prisão foram cumpridos durante Operação Solis, cinco no Oeste do Estado

Casas de prostituição eram utilizadas para a lavagem de dinheiro

Aline
Aline Cristina / Repórter
Oito mandados de prisão foram cumpridos durante Operação Solis, cinco no Oeste do Estado
(Foto: PF)

18 de maio de 2021 - 12:05 - Atualizado em 18 de maio de 2021 - 12:08

Oito dos nove mandados de prisão expedidos pela Operação Solis, foram cumpridos na manhã desta terça-feira (18), pela Polícia Federal, no Paraná e em Santa Catarina.

Em Boa vista da Aparecida, região Oeste do estado foram realizadas 4 prisões, em Cascavel uma pessoa também foi presa. A quadrilha estava sendo monitorada depois da prisão de um dos integrantes na cidade de Piraquara. Mesmo detido ele mantinha participação na rede criminosa.

Além das cinco prisões no Oeste do Paraná, houve cumprimento de dois mandados em Colombo e um em Piraquara. Um dos integrantes do esquema, morador de Curitiba continua foragido.

Durante a operação foram apreendidos vários veículos de alto valor de mercado, dentre eles um Jaguar. Três armas, uma calibre 12, 9mm e um rifle calibre 22, também foram localizadas. R$ 5 mil em espécie, celulares, documentos de imóveis e um jet ski também foram levados para delegacia da PF.

Durante a investigação, o líder da organização criminosa movimentou mais de R$ 1,6 milhão no sistema bancário.

Organização

A quadrilha utilizava de casas de prostituíção, e duas empresas de energia solar e cosméticos, para lavar o dinheiro do tráfico de drogas. A droga vinha da fronteira e abastecia várias cidades da região.

A quadrilha utilizava das máquinas de cartão de crédito utilizadas nas casas de prostituição espalhadas pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina para abastecer as duas empresas de fachada, que ficavam na cidade de Boa Vista da Aparecida. As empresas eram do ramo de energia solar e cosméticos.

As casas de prostituição ficam em Blumenau, Florianópolis, Getúlio Vargas e Massaranduba.

Solis 

A operação foi batizada de “Solis” em alusão ao Sol, que é a estrela central do Sistema Solar.

O nome reflete a forma que se comporta o principal investigado, ostentando com veículos de alto padrão para ser o centro das atenções na pequena Cidade de Boa Vista da Aparecida.

Além disso, o crime de lavagem de dinheiro é realizado valendo-se da empresa do ramo de energia solar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.