Notícias

Polícia procura por homem suspeito de obrigar namorada a comer fezes dele

Jovem realizou boletim de ocorrência nesta segunda-feira (23), em Campo Mourão

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Polícia procura por homem suspeito de obrigar namorada a comer fezes dele
Homem foi executado no momento que estava com a filha no colo, em Foz do Iguaçu (FOTO: DIVULGAÇÃO/ PM)

26 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 26 de setembro de 2019 - 00:00

Um homem, de 25 anos, está sendo procurado pelas polícias de Campo Mourão, região Centro Ocidental do Paraná, após a namorada registrar um boletim de ocorrência por tortura e cárcere privado. De acordo com a mulher, o companheiro espancou-a na noite de domingo (22) e a impediu ela de sair de casa. No dia seguinte, a vítima escapou e procurou a polícia.

No boletim de ocorrência, a mulher relatou que sofreu diversas torturas enquanto estava em casa com o namorado. Além disso, o homem a obrigou ela a comer as fezes dele e também beber sua urina.

Acusado de tortura e cárcere privado

O caso foi registrado na rua São Josafat, próximo a Avenida Manoel Mendes de Camargo, na região central de Campo Mourão. Após conseguir escapar da casa do namorado, a jovem pediu ajuda para funcionários de um laboratório. Na polícia, a vítima realizou boletim de ocorrência e contou sobre os crimes.

Segundo a jovem, na noite de domingo (22), o homem iniciou uma série de agressões contra ela. Tapas, puxões de cabelo e mordidas foram relatados pela moça, que está com um dos dedos quebrados. Como se já não bastasse as agressões físicas, o homem procurado obrigou a mulher a comer e beber suas necessidades.

Após a denúncia a Polícia Militar e Civil iniciou as buscas pela cidade. Os policiais chegaram a ir até a casa da mãe do acusado, entretanto, até o momento, o homem não foi localizado.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.