Notícias

Nova etapa da duplicação da rodovia dos Minérios começa nesta quarta-feira (29) e altera trânsito; entenda

Acessos atuais do Contorno Norte serão bloqueados para instalação de novos, de maneira provisória

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da Agência de Notícias do Paraná
Nova etapa da duplicação da rodovia dos Minérios começa nesta quarta-feira (29) e altera trânsito; entenda
(Foto: Jose Fernando Ogura/ AEN)

28 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:44

Estão previstas para esta quarta-feira (29) alterações nos acessos do Contorno Norte de Curitiba (PR-418) em direção à Rodovia dos Minérios (PR-092), que liga a capital à Almirante Tamandaré. Haverá bloqueio de alguns dos atuais acessos. Serão criados acessos provisórios, que estarão devidamente sinalizados.

Além disso, serão implementadas rotatórias na rodovia dos Minérios, possibilitando o retorno e o acesso ao destino desejado. Essas rotatórias, também devidamente sinalizadas, estarão localizadas antes e após o viaduto sobre a rodovia.

A alteração no fluxo dos acessos acontece por conta da construção de novas pontes na rodovia dos Minérios, no trecho que está exatamente abaixo do Contorno. Essa etapa envolve sondagens, confecção de estacas, lançamento de vigas e pavimentação, e o tempo previsto para conclusão é de 6 meses. “Durante esse período, solicitamos aos motoristas que reduzam a velocidade e observem as sinalizações com muita atenção em todo o trecho”, explicou o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

“As obras de duplicação na Rodovia dos Minérios estão em andamento desde o ano passado, então já era esperado que em algum momento as intervenções afetassem o fluxo de veículos. É uma alteração temporária, mas necessária para o andamento das obras. Quando a duplicação for concluída, teremos um fluxo mais rápido e seguro na rodovia”, completou o secretário.

Obra de duplicação da rodovia dos Minérios

Serão investidos R$ 90,6 milhões para construir novas pistas, vias marginais, pontes, viadutos, passarela, calçadas e ciclovias no trecho entre Curitiba e Almirante Tamandaré, em uma extensão de 4,74 quilômetros.

(Foto: Jose Fernando Ogura/ AEN)

O prazo de execução é de dois anos. “A obra de duplicação e ampliação da capacidade da PR-092 começa com a execução de todas as obras de arte especiais no trecho, que serão dez pontes e quatro viadutos. Vamos substituir as pontes antigas em quatro locais e construir duas pontes em uma travessia nova, graças a uma melhoria no traçado da rodovia”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

Após a conclusão das Obras de Arte Especiais, serão feitos os serviços nas pistas da rodovia. Eles começam com a terraplenagem e pavimentação das vias marginais, que terão oito metros de largura e sentido único. Após sua conclusão, elas irão receber o tráfego da via principal, que será fechada para a duplicação.

Somente nos pontos sem marginais será mantida aberta uma pista simples durante as obras. O objetivo é garantir que os condutores possam utilizar a rodovia durante a realização dos serviços com o mínimo de interferência possível.

Juntamente com as marginais serão implantadas calçadas para pedestres e ciclovia em ambos os lados da pista e também nos trechos sem marginal. Além disso, a obra inclui uma passarela para pedestres no Km 10 + 930 metros, local identificado como travessia de estudantes e ligação entre bairros.

A duplicação começa um pouco antes da ponte sobre o Rio Barigui, próximo ao entroncamento com a PR-418, o Contorno Norte de Curitiba. Na via central da rodovia será implantado o pavimento rígido, constituído por placas de concreto de cimento de 27 centímetros de espessura, mais adequado para o volume de tráfego local, bem como para as características do solo da região. Cada sentido da rodovia terá duas faixas de 3,6 metros cada e acostamentos de ambos os lados.

Confira uma apresentação do projeto clicando neste LINK