Notícias

O impacto da inovação: Expectativa x Realidade

O que uma corporação precisa para se adaptar a essa nova.

Kauana
Kauana
O impacto da inovação: Expectativa x Realidade

20 de janeiro de 2021 - 12:25 - Atualizado em 16 de fevereiro de 2021 - 13:34

O mercado evolui todos os dias sem uma pausa sequer! Não há pandemia ou crise financeira que derrube o mundo dos negócios, mas existem uma barreira para algumas empresas que é maior do que qualquer crise! É a da inovação.

Definir inovação é algo que precisa ser consolidado. Se a empresa não consegue ouvir o mercado de maneira prática, consistente e que gere um resultado confiável esse primeiro passo é muito difícil. E a empresa que não inova ao longo prazo vai morrer.

Para começar inovar é preciso ouvir as necessidades do mercado, ter algum mecanismo que sinta como ele responde, o que se oferece nele, e se aquilo que oferece supri as necessidades.

Ir além! Ter a sensibilidade de sentir a necessidade que possa vir a ter futuramente. A inovação tem que se estabelecer dentro da empresa de forma igualitária, vir do mais alto cargo da e atingir o mais baixo. 

“Quanto maior empresa é mais difícil, pois ela tem mais estrutura, mais pessoas trabalhando, mais fornecedores.”

Afirma: Rômulo Viel. Fundador da Vizum, especialista em Gestão inovação e sustentabilidade

Como romper a dificuldade de inovação 

Existe uma necessidade imposta a todos no mercado de estar acompanhando o desenvolvimento tecnológico no mesmo nível que a concorrência, pois manter-se atento diminui a distância eventual entre você e seus concorrentes.

Algumas empresas são resistentes e dificultam na hora de inovar. Nem todas gostam dessa mudança! Mudar e sair da zona de conforto gera incômodo e às vezes se tonar um processo muito doloroso. 

Mesmo que a primeira vista algumas soluções podem não ser totalmente agradáveis, ter paciência pode significar grandes resultados financeiros. Uma das formas de se manter conectado ao mercado é trazendo o auxilio de startups para testar soluções inovadoras. Elas lutam pelo projeto certo, mas nem sempre é possível, pois a inovação é passiva de cometer alguns erros.

“Aquele que não erra, nunca experimenta coisas novas fica sempre na mesmice.”

Acrescenta: Rômulo Viel. Fundador da Vizum, especialista em Gestão inovação e sustentabilidade

Uma grande objeção que encontramos é imposta por nossa própria cultura que não adere a erros, não só dentro das empresas, mas em muitas áreas do país. Um treinador de futebol que perde 3 a 4 jogos já está sujeito a ser mandado embora. Para muitos é assim que funciona, embora outros acreditam que um trabalho completo só pode ser apresentado mesmo com tempo. 

“Tem muitos modelos de startups que podem ser inseridas dentro de uma grande organização, mas para isso  precisam romper alguns paradigmas para que seja possível. Não estamos falando para adotar o erro de forma nenhuma! Estamos falando que quanto mais você erra, mais próximo da solução está.”

Diz: Kauana Vissotto. CEO – Condor Connect

Errar vai acontecer, mas não errar a toa. Usar o erro a favor de seu crescimento e planejar os passos para colher os melhores resultados.

Como implementar a inovação dentro de uma organização

O primeiro desafio está em definir o seu projeto baseado-se nos problemas que o mercado sofre, parece fácil, mas não é! Se o problema é seu fica um pouco mais acessível de solucionar, mas quando vem do consumidor ou do mercado, descobrir como resolve-lo é um processo que algumas vezes se torna um pouco demorado. 

As grandes empresas tracionais querem segurança, querem investir no que vai dar resultado indo na contramão da inovação. Inovar não é uma equação simples e não existe um manual para que dê tudo certo. O único caminho é arriscar e jogar suas ideias ao mercado.

Uma união entre uma grande corporação e uma startup pode ser um enorme ganho! Na medida que as startups são mais ágeis, mas precisam de condições para operar, as grandes empresas podem dar essas condições em troca de soluções inovadoras das startups.

Todos os caminhos levam a inovação, e para uma empresa tradcional será preciso se desprender do medo de arriscar. Se acomodar é ainda uma segurança para essas empresas, mas o comodismo cobra um preço alto. Arrisque! Para as startups o abuso de seus planejamentos será de suma importância para o mercado.

Acompanhe nosso bate-papo completo:

Ou se preferir, ouça como podcast:

Não perca a oportunidade de fazer a sua ideia acontecer. Ela pode ser o diferencial que a sociedade está precisando. Entre em contato através do e-mail oi@condorconnect.com.br e agende a oportunidade de fazer a sua ideia decolar. Participe agora e trabalhe o perfil empreendedor para o seu negócio. Empreenda-se.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.