Empreendedorismo

O Brasil não parou: site ajuda microempresários com presença digital

O nome do site, remete a ideia das pessoas não pararem seus negócios

Fernanda
Fernanda Xavier da equipe de estágio RIC Mais, sob supervisão de Larissa Ilaídes
O Brasil não parou: site ajuda microempresários com presença digital
O Brasil não parou: site ajuda microempresários com presença digital (Foto: Reprodução site)

28 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 28 de abril de 2020 - 00:00

O site “O Brasil não parou” surgiu com o objetivo imediato de dar visibilidade ao negócios locais, microempresas, que estão funcionando durante o período de isolamento social. A plataforma divulga negócios do setor de alimentação e demais serviços que não exijam presença física.

A ideia de criar a plataforma começou durante a incerteza de começar a quarentena. Assim, quando saíram as normas e o isolamento social foi de fato colocado em prática, surgiu a necessidade de trazer opções de delivery, para quem não tinha, e criar uma maneira de gerar visibilidade para os negócios. Mostrando para o consumidor quais estavam abertos e entregando pedidos.

“O foco são os microempresários. É o grupo que tem um impacto mais imediato, uma vez que o fluxo de caixa deles é diferente, é de curto prazo. Eles não conseguem ficar muito tempo abertos sem receita, então o objetivo é dar visibilidade para esses empreendimentos”, explica Seixas

O idealizador, Bruno Seixas, conta que viu várias maneiras para divulgar os serviços, mas nenhuma que reunisse todos de forma centralizada. Assim, surgiu o site para organizar as informações por bairro e informar quais as maneiras de entrar em contato com os estabelecimentos. A plataforma funciona também nos dispositivos móveis, facilitando o acesso do público.

Um pouco mais sobre o projeto

Atualmente quem trabalha no projeto é Bruno, seu irmão Gabriel e um amigo próximo que é responsável pelas redes sociais. Para Seixas, esse tipo de projeto é o primeiro passo para as empresas começarem a ter alguma presença digital ele ressalta também a importância desse tipo de iniciativa.

“É importante que exista essa vitrine, que exista essa comunicação para o empreendedor e que ele comece a vender e não precise fechar o seu negócio. Na medida em que o canal digital começa a apresentar uma porção grande das vendas ele vai se ajustando nesse meio”

Até agora o site já tem mais de 200 empresas em espera para serem cadastradas. O processo para efetuar esse cadastro ainda funciona de forma manual, visto que os organizadores conferem as informações. Seixas explica que “a ideia é ter um volume controlável, mas atender com qualidade todo mundo que está pedindo para participar”.

o-brasil-nao-parou

O Brasil não parou: site ajuda microempresários com presença digital (Foto: Divulgação)

Como funciona o site “O Brasil não parou”

Para facilitar o acesso o site é dividido em três categorias. Conheça quais são elas e suas finalidades:

Quero comprar

A parte “quero comprar” da plataforma, é voltada para que as pessoas acessem a vitrine de produtos e serviços cadastrados e disponíveis. As empresas disponibilizam seus catálogos, podendo filtrar por categorias, para facilitar a busca.

Quero vender

Já a categoria “quero vender” é voltada para o microempresário. Nesta seção ele vai encontrar os dicas para auxiliar as vendas online.

Nessa parte, o empreendedor pode ter acesso a funções únicas do site, como botão para fazer o cadastro, dica de onde achar uma plataforma, informações de como conectar com delivery e demais funções que serão adicionadas ainda.

Quero ajudar

“Quero ajudar” é para os voluntários oferecerem seus serviços e até mesmo habilidades para ajudar os microempresários a tornarem o negócio possível neste momento de pandemia, ampliando os canais e presença online.

No formulário de cadastro da empresa, os organizadores perguntam se os empreendedores estão precisando de ajuda. Assim, já conectam o negócio com os voluntários cadastrados.

Seixas completa que o mais importante nesse projeto é mostrar para os microempresários que existem pessoas dispostas a ajudar.

“A iniciativa visa trazer um pouco de esperança para essas pessoas. Nesses momentos é importante que a gente se ajude, da maneira que seja possível”

o-brasil-nao-parou

O Brasil não parou: site ajuda microempresários com presença digital (Foto: Reprodução site)

Histórias de sucesso no projeto

Uma história positiva que surgiu por conta do projeto, foi o trabalho de uma voluntária que auxiliou o empreendedor a desenvolver presença nas redes sociais, além de adaptar a marca. Seixas conta que esse é um caso de sucesso entre vários outros, que estão em andamento. Ele, inclusive, pretende compartilhar no site essas histórias.

O idealizador também menciona o caso de um produtor rural que é analfabeto, para ele não interessa o quanto a pessoa escreva e facilite a entrada do negócio no meio online. Esse produtor precisa de ajuda. Nessa parte, entram os voluntários com boa vontade e iniciativa para ajudar essas pessoas que possuem algumas dificuldades técnicas a terem também uma presença digital.

“Ao longo do processo a gente conhece muito mais sobre as pessoas e sobre as realidades. Vemos que tudo é muito maior, o Brasil é um país muto grande, as pessoas foram pegas de surpresa e esse tempo é muito importante para que elas realmente não parem e acreditem”

O nome do site, vem dessa ideia de fazer com que mesmo em meio a crise as pessoas não parem seus negócios e, que principalmente, não deixem de acreditar.

Informações

Para mais informações, acesse o site “O Brasil não parou” e confira de perto as novidades dessa iniciativa. Também é possível acessar a página deles no Instagram (@naoparou).

Gostou? Compartilhe com seus conhecidos e ajude os negócios locais!