Agronegócio

Novas habilitações dão tom da parceria construída entre China e Brasil, diz ABPA

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

12 de novembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 12 de novembro de 2019 - 00:00

São Paulo, 12 – O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, comemorou as habilitações de plantas brasileiras pela China anunciadas nesta terça-feira, 12, pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Em comunicado divulgado, Turra afirmou: “Nas prévias da realização do encontro dos Brics, a notícia das novas habilitações dá o tom da parceria que China e Brasil estão construindo em prol da segurança alimentar e da ampliação da pauta comercial. Já consolidado como principal fornecedor externo de frango para a China, o Brasil agora deve expandir sua participação, também, nas vendas de carne suína.”

Com as cinco unidades de suínos e as três de aves habilitadas, o Brasil passa a contar com 16 plantas que podem exportar carne suína e 46 autorizadas a embarcar carne de frango ao gigante asiático.

A China já é a maior compradora de carne de frango e suína do Brasil, e compra 31,4% da carne suína e 13,3% da carne de frango exportada pelo País.