Notícias

Nova tarifa do transporte coletivo de Foz do Iguaçu já está em vigor

A passagem que custava R$ 3,95 foi reajustada para R$ 4,10

Aline
Aline Cristina / Repórter
Nova tarifa do transporte coletivo de Foz do Iguaçu já está em vigor
(foto: Arquivo RIC TV Record)

25 de maio de 2021 - 11:09 - Atualizado em 25 de maio de 2021 - 18:22

Os moradores de Foz do Iguaçu começaram a terça-feira (25) pagando mais caro pela tarifa do transporte coletivo. A passagem que custava R$ 3,95 foi reajustada para R$ 4,10, um aumento de R$ 0,15.

As três empresas, que prestam serviço de transporte no município, conseguiram na justiça a liberação para que as passagens fossem reajustadas

As empresas alegaram à justiça que há um contrato com a prefeitura, que especifica reajuste anual da tarifa. No ano de 2020 essa alteração de valor deveria ter sido feita no dia 20 de setembro, mas não foi realizada.

Diante dessa situação, as prestadoras de serviços alegaram também dificuldades para manter o funcionamento do sistema, diante da pandemia de Covid-19. A justiça deu parecer favorável para as empresas, e a tarifa passou a vigorar na cidade da fronteira.

Greve

A atualização do valor na passagem do transporte coletivo de Foz do Iguaçu acontece em meio a greve dos funcionários das empresas que já dura 42 dias.

Segundo o presidente que representa a categoria dos trabalhadores do transporte Coletivo de Foz do Iguaçu, Dilto Vitorassi, o aumento na tarifa não muda em nada a situação dos funcionários.

“Nenhum dos lados tem o que fazer, a situação foi encaminhada para justiça e ela vai decidir o que será feito, não tem mais resposta sobre esse impasse”

Dilto Vitorassi – presidente sindicato

Atualmente as empresas obedecem na íntegra, a liminar do judiciário, que decidiu que os ônibus devem rodar em frota mínima, durante todo o dia, para atender a demanda da população.

“ Em respeito a comunidade de Foz, ao invés de rodar com 60% da frota no período da manhã, estamos rodando com frota total. Das 9h às 17h, rodamos com 40% da frota e ao fim da tarde, aumentamos para 60% dos ônibus nas ruas.”

Dilto Vitorassi – presidente sindicato

Os trabalhadores pedem a renovação do acordo coletivo, que inclui vale alimentação e reajuste salarial.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.