Notícias

Nissan revela impulso de US $18 bi em eletrificação para competir com rivais

Reuters
Reuters
Nissan revela impulso de US  bi em eletrificação para competir com rivais
Ashwani Gupta, em Yokohama

29 de novembro de 2021 - 11:24 - Atualizado em 29 de novembro de 2021 - 11:25

Por Tim Kelly

YOKOHAMA (Reuters) – A Nissan anunciou que vai gastar 2 trilhões de ienes (17,59 bilhões de dólares) ao longo de cinco anos para acelerar a eletrificação de veículos, a fim de alcançar os concorrentes em uma das áreas de crescimento mais rápido para fabricantes de automóveis.

Esta é a primeira vez que a montadora, a terceira do Japão e uma das primeiras fabricantes de veículos elétricos (EV) para o mercado mundial, está revelando um plano de eletrificação abrangente.

A montadora japonesa disse na segunda-feira que lançará 23 veículos eletrificados até 2030, incluindo 15 veículos elétricos, e quer reduzir os custos da bateria de íon-lítio em 65% em oito anos. A Nissan também planeja lançar todas as baterias de estado sólido com potencial para mudar o cenário até março de 2029.

As ações da Nissan caíram 5,6% na segunda-feira, desempenho inferior ao de seus principais rivais e em comparação com a queda de 1,6% do índice de referência do Japão.

O plano de eletrificação da Nissan surge no momento em que se retrai de uma busca pelo volume de vendas impulsionada pelo ex-presidente Carlos Ghosn, reduzindo a capacidade de produção e os tipos de modelo em um quinto para melhorar a lucratividade.

“É muito importante para a Nissan mostrar para onde vamos, e o plano de hoje é uma visão e direção que fala sobre o futuro”, disse o diretor de operações (COO) Ashwani Gupta quando questionado sobre o preço das ações, na galeria da sede em Yokohama, onde exibe apenas veículos eletrificados.

Embora ainda apenas uma pequena parte dos veículos está nas estradas, os registros globais de carros elétricos em 2020 cresceram 41%, mesmo com a queda de quase um sexto no mercado geral de automóveis, de acordo com a Agência Internacional de Energia (IEA).

A Nissan não se comprometeu, durante a cúpula do clima da Organização da Nações Unidas em Glasgow neste mês, a abandonar os veículos a gasolina, informando na segunda-feira que metade de sua frota de veículos será eletrificada até 2030, incluindo EVs e seus híbridos e-Power. Gupta disse que a meta é um ponto de referência que pode mudar.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHAS0P5-BASEIMAGE