Internacionais

Netanyahu ameaça guerra contra Hamas por causa de ataques com mísseis a Israel

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

24 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 24 de fevereiro de 2020 - 00:00

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ameaçou declarar guerra contra o Hamas devido ao bombardeio realizado por militantes jihadistas da faixa de Gaza contra o país nesta segunda-feira. “Se vocês não atirarem neles [nos militantes], nós vamos atirar em vocês. Estou falando de guerra”, disse o político em um pronunciamento em rádio.

Os bombardeios começaram neste domingo, 23, e foram retomados hoje. De acordo com as forças armadas israelenses, 14 mísseis foram lançados contra o país e 12 foram interceptados pelo sistema de defesa. Dos dois que passaram, um atingiu o quintal de um jardim de infância, mas não houve mortes.

Os ataques acontecem apenas uma semana antes da realização de eleições em Israel. É a terceira vez em menos de um ano que o país realiza o processo de escolha de representantes no legislativo.

Os israelenses e o grupo jihadista islâmico estão trocando agressões desde novembro, quando o exército de Israel matou um dos líderes dos militantes. Desde então, o país e o Hamas – principal grupo da região de Gaza – têm trabalhado com mediadores do Egito para conseguir um acordo de cessar fogo informal, mas isso não interrompeu os ataques.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.