Notícias

Namorada e principal suspeita de matar empresário carbonizado é presa

Sandra Mara e George Humberto Bini estavam juntos há oito meses quando a morte foi premeditada

Mirian
Mirian Villa
Namorada e principal suspeita de matar empresário carbonizado é presa
Sandra e Antonio são os suspeitos de arquitetarem a morte do empresário em Almirante Tamandaré (Foto: Reprodução/Facebook)

17 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:36

Sandra Mara dos Santos Faria foi presa no final da tarde desta segunda-feira (16) pela morte do empresário George Humberto Bini. Desde a semana, a suspeita estava com um pedido de prisão temporária expedido, mas ela só foi localizada ontem.

Suspeita de matar namorado é presa

Outros dois suspeitos de participar do crime, incluindo um ex-marido de Sandra, foram presos na última sexta-feira (13). Segundo as investigações, Sandra Mara e George Humberto Bini estavam juntos há oito meses quando a morte foi premeditada.

Em entrevista coletiva, o delegado Thiago Dantas disse que um dos suspeitos afirmou que a vítima era muito ciumenta. “Ela [Sandra] queria se separar e não tinha como se separar. O Antônio, por sua vez, se sentiu no direito de fazer a intervenção e arquitetaram esse plano.”

Dantas contou durante coletiva de imprensa que a vítima era muito violenta e que realizava ameaças contra o filho de Sandra. Veja qual foi a motivação!

Empresário tem corpo carbonizado em Almirante Tamandaré

O corpo de George Humberto Bini foi encontrado carbonizado à beira da Rodovia dos Minérios, em Almirante Tamandaré, na manhã do dia 29 de agosto de 2019. Ao lado do empresário foi encontrado uma máquina fotográfica e outros pertences pessoais.

Na época do crime, Sandra realizou um Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento do namorado, mas se tornou suspeita dias depois. “No primeiro momento, ela disse que era vítima de um suposto roubo, que ingressaram na residência dela e tentaram subtrair os bens e mataram o marido dela“, contou o delegado.

George Humberto Bini foi medicado e, em seguida, bateram na cabeça do empresário com uma barra de ferro. Então, o ex-casal usou a caminhonete do empresário para levar o corpo até a estrada. Em seguida, atearam fogo em George e voltaram para à residência.

Depois, colocaram fogo no veículo e na casa do empresário. Imagens de câmera de segurança registraram o momento que o ex-casal transportava o corpo de George Humberto Bini. Assista!

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.