Notícias

Mulheres que lideram a mudança: campanha da RIC ajuda instituições

Para mostrar que mulheres em posições de liderança dão mais oportunidades para outras mulheres, a emissora selecionou três artistas para criarem obras inspiradas na influência de mulheres na área profissional

Daniela
Daniela Borsuk
Mulheres que lideram a mudança: campanha da RIC ajuda instituições
(Foto: Priscilla Fiedler)

19 de março de 2021 - 13:04 - Atualizado em 6 de abril de 2021 - 15:52

No mês da mulher, a RIC Record TV lança a campanha “Mulheres que lideram a mudança”, para incentivar a entrada do público feminino no mercado de trabalho.

Para mostrar que mulheres em posições de liderança dão mais oportunidades para outras mulheres, a emissora selecionou três artistas para criarem obras inspiradas na influência de mulheres na área profissional.

Ainda, as duas telas e uma escultura produzidas pelas curitibanas que participam da campanha vão para leilão no dia 30 de abril, a partir das 18h. O dinheiro arrecadado com a venda das obras será doado para instituições que ajudam mulheres.

CLIQUE AQUI E CONFIRA COMO PARTICIPAR DO LEILÃO.

Instituições apoiadas

Duas instituições já foram escolhidas para serem comtempladas: a Associação das Amigas da Mama (AAMA), que dá suporte para pacientes de câncer de mama, garantindo os direitos dessas mulheres e mobilizando a comunidade para o diagnóstico precoce da doença; o Instituto Todas Marias, que acolhe e encaminha vítimas de violência doméstica, em sua maioria mulheres, crianças e LGBTI’s para atendimento psicológico e jurídico; e também o Instituto Atitude na Cabeça, que realiza a doação de perucas (próteses capilar) e acessórios que ajudam na recuperação de pacientes que enfrentam patologias que ocasionam a perda total, parcial, temporária ou definitiva dos cabelos.

Artistas

Tavia Jucksch

Tavia Jucksch, de 26 anos, se formou em pintura pela Belas Artes do Paraná em 2016, mas explora a aquarela desde muito antes, já em 2011. A artista, que se considera “empreendedora de alma”, tem um estúdio de tatuagem com a sócia Anelise Fylyk. Durante a pandemia, para ficar mais perto da filha, Cora, criou uma loja on-line para vender suas obras de casa. Neste período tão delicado da covid-19, optou por tomar decisões na vida profissional que dessem mais espaço para a maternidade.

“Então a pintura da campanha foi mais uma homenagem à minha mãe e a influência que ela teve em mim em relação a trabalhar. Minha mãe sempre trabalhou muito e sempre priorizou sua carreira, o que é admirável de muitas formas pensando no lugar dela de mulher e mãe que se recusou a ficar em casa nos anos 90. Quem ficava comigo era meu pai, para dar esse espaço a ela. E mesmo que eu tenha tomado decisões diferentes, sempre foram decisões baseadas no que aprendi com ela.” Contou Tavia.

A obra “Três mulheres” foi feita em aquarela e vai estar disponível no leilão. Veja as fotos:

Luciana Tavares

Luciana Tavares é modelo fotógrafa, produtora criativa e co-founder da TUTTAN, agência de modelos e artistas majoritariamente negra. A empresa busca potencializar corpos, talentos e sonhos, tendo como perspectiva o afrofuturismo e blackmoney em suas ações. Na arte, Luciana encontrou formas de alcançar, conscientizar e transformar.

“A arte sempre foi refúgio em minha vida, durante esse momento delicado que vivemos, pude me reconectar com meu lado artístico e desfrutar de momentos especiais. Também pude perceber a quantidade de mães e mulheres que se unem diariamente para dar conta de seus filhos, família e comunidade. Com cores e formas, essa obra é uma singela homenagem à todas”, descreveu Luciana.

A obra “Cores e Cura” foi feita em pintura de tinta acrílica, com direção de Louise Fiedler. Conforme Luciana, a tela “remete em suas formas, a representatividade de união, com traços simples e cores vibrantes, a imagem de três mulheres negras abraçadas, traz um respiro esperançoso, personificação do afeto como cura”.

Ana Godoy

Ana Aparecida Franco de Godoy iniciou o bacharelado em Escultura na Escola de Música e Belas Artes do Paraná em 2003, onde também concluiu a pós-graduação em História da Arte e agora é graduanda do curso de pintura. Desde 2007 participa ativamente de salões e exposições de arte, individuais e coletivas.

Suas esculturas possuem alguns aspectos essenciais: a figuração, o conteúdo sociológico e a materialidade. Questões sociais afloram de forma lúdica, imanentes à obra, subjacentes, como uma entrelinha que espera ser “lida”. Para tanto, se utiliza de várias técnicas de modelagem, moldagem e fundição, diversos materiais clássicos e contemporâneos, como bronze, alumínio, resina, ferro, aço, fibra de vidro, plástico, cerâmica, limalhas e objetos do cotidiano.

A fundição em resina também ocupa espaço significativo, pela versatilidade de efeitos visuais que proporciona. Seu trabalho está intimamente ligado à pesquisa de materiais e técnicas, buscando as melhores formas de expressar o conteúdo almejado.

Para a campanha, Ana criou a escultura “As madonas – Dina, Lina, Tina, Gina e Nina”.

Todas as obras estarão disponíveis no leilão que será realizado no dia 30 de abril. Para conferir mais detalhes e dar um lance para compra, é só clicar aqui.

Assista ao vídeo da campanha:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.